Os policiais federais deixaram a sede da prefeitura por volta das 11h50

19 de junho de 2019

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, foi detido na manhã desta terça-feira (18) como parte da Operação Chabu, da Polícia Federal. A prisão temporária, que tem prazo de cinco dias, foi confirmada pelo chefe de gabinete da prefeitura, Bruno Oliveira. A operação da PF visa combater a prática de uma suposta organização que violava o sigilo de operações policiais em Santa Catarina.

O prefeito e uma comitiva eram esperados na inauguração da Via Expressa – a visita acabou não ocorrendo e toda a agenda de Gean foi cancelada. Às 10h30, assessores e servidores do governo municipal permaneciam reunidos no gabinete da Prefeitura de Florianópolis, no Centro, onde o silêncio predomina nesta terça-feira.

À RICTV Record, o vice-prefeito de Florianópolis, João Batista Nunes, não quis falar sobre a possibilidade de assumir a prefeitura interinamente.

Os policiais federais deixaram a sede da prefeitura por volta das 11h50. Descaracterizados, eles não falaram com a imprensa e foram vistos levando malotes e sacos pretos. Os agentes ficaram no local por volta de três horas.

Mais Acessadas