Chorando, Leonardo Natan Chaves gravou um depoimento no carro do advogado a caminho da Delegacia de Homicídios, em Joinville

26 de julho de 2019

Leonardo Natan Chaves Martins, 21, gravou um vídeo na tarde desta quinta-feira e alegou que o crime contra a mulher Gabriella Custódio da Silva foi uma tragédia e um acidente. O homem prestou depoimento, foi liberado por volta das 18h30 e responderá pelo crime em liberdade.

O vídeo foi liberado pela defesa do homem – apontado como o autor do tiro que matou Gabriella – enquanto ele se dirigia à Delegacia de Homicídios de Joinville para prestar depoimento pelo assassinato da jovem, ocorrido na noite dessa terça-feira, no distrito de Pirabeiraba, região norte da cidade.

Em determinado momento ele pede que as pessoas não o julguem sem saber o que, de fato, aconteceu. Confira:

Mais Acessadas