Discussão em festa junina motivou crime, que foi investigado pela Polícia Civil. Vítima foi morta com três tiros na frente dos próprios filhos

16 de agosto de 2019

A polícia localizou e prendeu o caseiro Nelson de Oliveira Bueno, de 46 anos, apontado como o autor do homicídio da dona de casa Vanderléia Inácio dos Santos, de 25 anos, informou a Polícia Civil de São Paulo nesta quinta-feira (15). O crime ocorreu em Sete Barras, no interior paulista, e foi motivado por um pedaço de bolo.

O mandado de prisão preventiva, ordenada pela 2ª Vara de Registro ao final do inquérito que concluiu pela autoria do caseiro, foi cumprido por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) que localizaram Nelson em Curitibanos (SC), distante mais de 550 quilômetros do local do crime. Segundo o delegado Marcelo Freitas, ele não resistiu.

Vanderléia foi morta com três tiros na frente dos próprios filhos, após uma discussão durante uma festa junina em junho deste ano. Testemunhas relaram que a vítima ofereceu um pedaço de bolo feito por ela à esposa de Nelson. O caseiro fez críticas e xingou a dona de casa. Após um bate-boca, o homem sacou um revólver e fez os disparos.

Mulher foi morta na frente dos filhos em Sete Barras, SP — Foto: Arquivo Pessoal

“Ele falou para a esposa ‘não come essa porcaria que eu compro coisa melhor para você’. Ele deu o primeiro tiro no peito e ela caiu. Depois ele deu um tiro dentro da boca. O terceiro foi na testa. Depois ele a pegou, jogou pelo braço e falou ‘toma o lixo de vocês'”, relatou o cunhado da vítima ao G1, após o homicídio.

Nelson chegou a prestar depoimento na delegacia na mesma semana do crime, mas não ficou preso, pois não houve flagrante. Ele não é do Vale do Ribeira e viajou à região para cuidar de uma fazenda. A ordem de prisão foi autorizada pela justiça depois que o inquérito foi concluído. A DIG localizou o homem depois de investigação.

Mais Acessadas