Segundo dados da Abracerva, foram 99 medalhas distribuídas, em 70 estilos. 170 cervejarias de 20 estados brasileiros participaram do concurso

17 de agosto de 2019

O resultado foi divulgado na noite desta sexta-feira (16), pela Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva). Em três dias de avaliações, mais de 40 especialistas de todo o Brasil avaliaram mais de 700 amostras de mais de 170 cervejarias artesanais.

Segundo dados da Abracerva, foram 99 medalhas distribuídas, em 70 estilos. 170 cervejarias de 20 estados brasileiros participaram do concurso.

A cervejaria trezetiliense Bierbaum conquistou 6 medalhas no concurso, confira:

Dunkel – Prata

Weizenbock – Bronze

Doppelbock Wood Aged – Ouro

Doppelbock Defumada – Prata

Weizenraichbier – Bronze

Eisbock – Ouro

Conforme o Mestre Cervejeiro, Itamar Rodrigo Zanini, além da medalha de ouro, a cerveja Eisbock, que foi lançada na 1ª Bierbaumfest, conquistou o terceiro lugar no “Best of show”, que premia as melhores cervejas do concurso.

A cerveja Flip-Flops to Heaven (no estilo Contemporary-Style Gose), da Cervejaria Narcose, de Capão da Canoa (RS), ficou com o primeiro lugar e a Muscat Brett Saison (no estilo Specialty Saison), da Cervejaria Alem Bier, de Flores da Cunha (RS) conquistou o segundo lugar. 

Com o resultado, a cervejaria Bierbaum soma 78 medalhas em concursos cervejeiros. A mais premiada entre os estilos é a Dunkel, com 15 medalhas.

Mais dados sobre o concurso

A cervejaria Brew Center Cervejas Especiais, de Ipeúna (SP) foi eleita como microcervejaria do ano. Já a Cervejaria Mantrap, de Belo Horizonte (MG), foi premiada como a marca cigana (com produção terceirizada) do ano. Ela já havia conquistado o o mesmo prêmio no ano passado.

Dos 20 estados participantes, 14 levaram premiações. São Paulo somou o maior número de medalhas, com 22, seguido de Rio Grande do Sul (20), Santa Catarina (20), Minas Gerais (11), Distrito Federal (5), Rio de Janeiro (5), Espírito Santo (4), Ceará (3), Paraná (3), Paraíba (2), Alagoas (1), Goiás (1), Mato Grosso (1) e Sergipe (1).

As melhores da competiçãoA região Sul foi a que mais se destacou na Copa Cerveja Brasil. Na categoria Best of Show, que premia os três melhores rótulos de todo o concurso, Rio Grande do Sul e Santa Catarina subiram ao pódio.

Sobre o evento
A segunda edição da Copa Cerveja Brasil foi como um indicativo da consolidação do concurso e também da evolução do setor no país. Entre a quantidade de marcas inscritas, a competição teve um acréscimo de 64,9%, em comparação a 2018. Já na quantidade de amostras, o aumento foi de 27,11%.

O evento tem o intuito de ser itinerante. No ano passado, a Copa Cerveja Brasil aconteceu em Brasília (DF). Já neste ano, Vitória (ES) foi a cidade escolhida para abrigar o concurso. A terceira edição já está confirmada e o local será divulgado nas próximas semanas.

Carlo Lapolli, presidente da Abracerva, comenta que a Copa Cerveja Brasil mostra o novo momento da cerveja artesanal no país. “Podemos perceber o crescimento geográfico do setor, com marcas premiadas em diferentes locais do país, mostrando que o movimenta está rompendo barreiras e chegando a novos lugares. Também é possível notar um aumento na qualidade das artesanais, visto que nesta edição tivemos mais medalhas distribuídas, para um número ainda maior de cervejarias, seguindo os mesmo rigor e critérios de avaliação de 2018”, diz.

A lista completa das cervejarias premiadas você confere no site da Abracerva

Mais Acessadas