Carlos Evandro Luz dedicou 20 anos de sua vida à atividade parlamentar. Também foi delegado de Caçador e delegado regional e professor de Direito

3 de setembro de 2019

A Câmara Municipal de Caçador levantou a sessão ordinária dessa segunda-feira (2), em homenagem a Carlos Evandro Luz. A decisão está fundamentada no artigo 70, parágrafo 3º, inciso 2, do Regimento Interno do Poder Legislativo Municipal. O tributo ao ex-vereador se deu pela relevante atuação frente à atividade parlamentar a qual dedicou-se por 20 anos. Carlão, como era conhecido, teve o diagnóstico de câncer de pulmão e faleceu quinta-feira (29), no Hospital Vita, de Curitiba. Os familiares do ex-vereador prestigiaram a reunião em que foi lido o seu currículo e apresentado vídeo em sua homenagem.

“A sessão de hoje foi de muita tristeza, principalmente dos vereadores que conviveram com o Carlão ao longo das cinco legislaturas que atuou, eu convivi com ele durante quatro delas. Equilibrado, trabalhava com os demais vereadores sempre auxiliando e dando conselhos. Uma pessoa ímpar nesse Poder, por isso, nada mais justo do que essa homenagem. Infelizmente ele partiu prematuramente, mas a vida é assim. Sabemos da importância que teve como vereador e também como delegado regional, desejamos agora que descanse em paz e que Deus conforte a sua família”, destaca o presidente da Câmara, Alcedir Ferlin (MDB)            .

“Na parte Legislativa foi muito atuante, principalmente na Comissão de Constituição, na redação e tramitação legal dos projetos. Deixou uma marca expressiva pelo trabalho garantindo a legalidade de todo o processo. Fui colega dele no mandato anterior, sempre estivemos em lados opostos, eu PSDB e ele PMDB, mas isso nunca interferiu na ação do trabalho diário. Ele sempre prestigiou a ação da mulher na política. E só levantar a sessão é pouco para homenageá-lo. É uma perda para o Município, ele nos deixa tão cedo, e tinha tanta coisa ainda para fazer por nós. Sou grata por todo conhecimento e apoio em minha atuação política”, relata Sirley Ceccatto (PSDB).

“Seguindo o Regimento Interno dessa Casa e tentando, da maneira mais humana possível, homenagear o nosso ex-colega de trabalho, Carlos Evandro Luz. Tive a oportunidade de ser aluna dele no curso de Direito na disciplina de Direito Penal, onde pude constatar seu vasto conhecimento no âmbito do Direito. E com quanto dedicação e esmero ele desenvolvia a sua atividade enquanto Delegado e nos passava enquanto acadêmicos. No âmbito legislativo, sem sombra de dúvidas, o ex-vereador é aquele modelo que todos nós queremos ser. Temos uma grande perda, perdemos uma pessoa com tamanho conhecimento e dedicação à causa da nossa comunidade, mas por certo, Deus tem os propósitos e precisava da ajuda dele lá em cima e assim como bons cristãos que somos, aceitamos as decisões de Deus”, destaca Cleony Figur (PSD).

            “Falar do Carlão me emociona muito, ele foi muito próximo da minha família, principalmente do meu pai, seja no tempo em que foi delegado regional, seja quando exerceu a função de vereador. E foi uma pessoa que deixou uma marca muito forte por ser um vereador atuante, líder, inteligente e com muita coerência e firmeza naquilo que falava. É um cidadão a ser seguido como exemplo, com toda a certeza deixou um belo legado, por isso, hoje, o Carlão que recebeu essa homenagem da Câmara, mais do que merecida”, afirma Ricardo Barbosa (PSDB).

            “É com muita tristeza que a gente recebe a notícia do falecimento do Carlos, uma pessoa tão generosa e que deu tanto de si para a população. Eu convivi com ele no mandato passado e aprendi muito. Lembro que a cada vez que ele falava parávamos para ouvi-lo. Foi uma grande perda para Caçador e para todas as pessoas que o conheciam, tenho por ele um sentimento de muito carinho e a certeza que ele cumpriu a sua missão aqui. Sinto muito a sua passagem rápida e desejo que Deus conforte o coração de todos”, enfatiza Moacir d´Agostini (DEM).

“Uma homenagem muito importante para um cidadão que se dedicou muito a Caçador. O município perdeu muito com a morte do Carlão, por isso a importância dessa homenagem que a Câmara fez para toda a família que foi muito bonita”, completa o vereador Itacir Fiorese – Fically (PDT).

            “Além do intelectual, um homem de fino trato, com ideias fortes e inteligente. E a política precisa de pessoas desse nível. Ele fez a sua contribuição e saiu do parlamento por opção própria. Infelizmente perdemos um grande homem. Algumas vezes estivemos do mesmo lado, outras de lados opostos, mas sempre nos respeitando. Precisamos mais de homens públicos, honrados e honestos como o Carlão. Ele deixa esse exemplo, e fará falta. E a gente só tem a lamentar pela sua ausência, mas agradecer pela contribuição que deu para Caçador, região e para toda a história do nosso estado de Santa Catarina”, finaliza Marcos Creminácio (PDT).

CURRÍCULO

Carlos Evandro Luz

Carlos Evandro Luz, Carlão, como era conhecido, nasceu em 16 de junho de 1956, na cidade de Caçador. Filho de João Augustinho da Luz Netto e Dalzira Gessy Doro Luz. Casado com Soeli Terezinha Pioli Luz, era pai de Caroline Pioli Luz e Marcus Vinícius Pioli Luz.

O sentimento de justiça motivou Carlão a iniciar sua formação profissional na área do Direito. Ingressou então, na UNIVALLI – Itajaí (SC) onde concluiu os estudos que lhe deram as condições para tão bem representar a sua comunidade.

Exímio estudioso, ingressou na Polícia Civil em 1982, ocupando a função de delegado nos municípios de Joaçaba, Caçador e Florianópolis, cidades onde exerceu com competência e presteza as atividades policiais. Também foi delegado regional da 10ª Região, no município de Caçador pelos períodos de 1992 a 1994, 1999 a 2002 e de 2004 a 2008. Aposentou-se em 2015, após 33 anos de trabalho na Polícia Civil.

Carlão também compartilhou sua sabedoria em sala de aula, quando foi professor do curso de Direito da UNIARP, na disciplina de Direito Penal em 1998. Orientou acadêmicos sobre a grande função do controle à sociedade, de modo a assegurar o cumprimento da lei e evitar ou minimizar conflitos.

A credibilidade ilibada também proporcionou a sua atuação junto ao Poder Legislativo Municipal. Sendo eleito pela comunidade caçadorense por cinco vezes: em 1989/1992, 1993/1996, 1997/2000, 2009/2012 e 2013/2016. Presidiu a Câmara pelos períodos de 5 de agosto de 1991 a 17 de fevereiro de 1992; 1º de janeiro de 1993 a 25 de outubro de 1993; 1º de janeiro de 1997 a 17 de fevereiro de 1998 e 1º de janeiro de 2013 a 2 de junho de 2014. Foi candidato a prefeito de Caçador.

Durante o exercício parlamentar, foi o elo do Legislativo e a comunidade, quando exerceu o papel de fiscalizador e deu voz ao ensejo da população ao apresentar requerimentos, indicações, entre outras proposituras. Da mesma forma, empenhou-se em analisar de forma minuciosa todos os projetos de lei que chegavam à Câmara, através da participação na Comissão de Constituição, Legislação e Justiça, com vistas ao bem coletivo e a melhor qualidade de vida da municipalidade.

            Presidiu a Comissão de Sistematização da Lei Orgânica do Município, impulsionando o seu aprimoramento e a participando das alterações posteriores, ajustando as mudanças sociais e o Regimento Interno da Câmara Municipal, entre outras legislações de âmbito municipal. Todavia ciente da responsabilidade em oferecer suporte necessário ao desenvolvimento de Caçador e feliz por – incansavelmente – buscar corresponder a altura àquelas pessoas que lhe confiaram o voto.

Mais Acessadas