Segundo delegado responsável pelo caso, o homem era conhecido da família de Brenda Rocha Carvalho e foi detido no Rio Grande do Sul

17 de setembro de 2019

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (17) um homem suspeito de matar a adolescente Brenda Rocha Carvalho, de 14 anos. De acordo com o delegado André Coltro, um dos responsáveis pela investigação, o homem foi encontrado internado em um hospital na cidade gaúcha de Torres, perto da divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Conforme o delegado, o suspeito deu entrada na unidade após ingerir medicamentos para tentar se suicidar. No entanto, foi atendido e passa bem. Ele deverá ser encaminhado ainda na noite desta terça-feira para a Delegacia de Investigações Criminais (DIC) de Araranguá, no Sul de Santa Catarina.

O homem teve prisão temporária com prazo de 30 dias decretada pela Justiça após investigação e representação da DIC, que teve apoio no caso de policiais civis de Santa Rosa do Sul e da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil, além da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O delegado da DIC, Lucas da Rosa, informou que o suspeito confessou o crime. Ele forneceu à polícia as informações necessárias para que fossem encontradas a faca usada para matar Brenda e também o carro usado no dia do assassinato.

— A faca estava na casa da mãe dele. Foi graças à colaboração dele que conseguimos encontrar tudo — explicou.

O crime foi descoberto no sábado (14), quando o corpo de Brenda foi encontrado na cidade de Passo de Torres, no Sul catarinense, a cerca de 70 quilômetros de Maracajá, município onde ela morava com a mãe. A investigação apontou que o suspeito é conhecido da família de Brenda. A principal suspeita é que se trate de um caso de feminicídio.

— Basicamente, a gente usou filmagens [do local onde ela sumiu] e outras provas que serão estudadas ainda — contou o delegado.

Coltro diz que o suspeito se dizia namorado da mãe de Brenda. No entanto, a mulher negou aos policiais que isso seja verdade.

De acordo com o Instituto Geral de Perícias (IGP) Brenda morreu em decorrência da hemorragia provocada pelas mais de 40 facadas que recebeu. O corpo da adolescente também tinha marcas de outras agressões, como pancadas com um objeto contundente.

Para o delegado, não há dúvidas quanto à autoria do crime. No entanto, as investigações devem prosseguir para apurar, com mais detalhes, a motivação do suspeito:

— Em princípio ele alegou vingança da mãe por ciúmes, já que ela estaria começando um novo envolvimento com outro cara — contou Coltro.

Mais Acessadas