Menina de quatro anos se engasgou com pão e foi socorrida na casa dos familiares

25 de setembro de 2019

A aluna bombeira Juliana Ferreira Klein, que é de Concórdia, mas está na Escola de Bombeiros Voluntários de Arabutã, salvou a sobrinha de quatro anos, de um engasgamento. O fato aconteceu na noite de terça-feira, dia 24, em Treze Tílias, durante um jantar entre familiares. Em entrevista à Rádio Aliança, Juliana contou que fez os procedimentos que aprendeu durante as aulas na Corporação.

Ela percebeu um comportamento estranho da sobrinha, que tossia no banheiro e não conseguia falar. “Estávamos na casa dos meus pais e percebi que tossia e que estava se engasgando. Imediatamente levei ela para fora para aplicar as manobras de Heimlich, que é um método pré-hospitalar de desobstrução das vias aéreas”, contou. “Aguardei o tempo correto. Quando ela não conseguiu mais tossir, efetuei a manobra, que consiste em abraçar a pessoa por trás e pressionar uma região do abdômen, forçando a tosse. Me ajoelhei atrás da minha sobrinha e fiz o procedimento. Aí ela conseguiu expelir uma “bola de massa de pão”, que era o que estava causando o engasgamento”, detalhou Juliana.

A aluna bombeira conta que a sobrinha estava com uma cor roxa no rosto, mas não chegou a ficar inconsciente. “Assim que as vias aéreas foram desobstruídas ela continuou vomitando. Aí levamos ao Hospital para uma avaliação, mas estava tudo bem”, comemorou Juliana.

Mais Acessadas