Hackers solicitavam dinheiro, 7 mil dólares ou 5 mil bitcoins para liberar o sistema

2 de outubro de 2019

Hackers invadiram os computadores da Câmara de Vereadores de Capinzal. A informação foi confirmada pelo presidente do Legislativo, Renato Markus (PL). Segundo ele, funcionários chegaram para trabalhar nesta segunda-feira pela manhã e não conseguiram acessar os programas. Então perceberam que tudo criptografado.

“Tivemos a surpresa, desagradável, de chegar na segunda-feira de manhã na Câmara de Vereadores e não ter o sistema todo funcionando”, lamenta Markus. Ele destaca que os hackers solicitavam dinheiro, 7 mil dólares ou 5 mil bitcoins para liberar o sistema.

“Não aceitamos a proposta porque isso só alimenta ainda mais o crime”, detalha. Foi realizado o boletim de ocorrência e solicitado à assistência técnica da Câmara o restabelecimento do sistema no Legislativo.

A sessão da Câmara da noite desta terça-feira (01), inclusive, ocorreu sem sistema em atividade. Uma equipe da empresa de Blumenau que gerencia o sistema irá se deslocar até a sede do Legislativo para fazer a manutenção. O custo para o serviço, pontua Markus, é de R$ 570.

Ele orienta as pessoas para que façam backups constantes. “A Câmara faz semanalmente. Agora passaremos a fazer diariamente para evitar situações como essa”, justifica. O ataque seria proveniente da Rússia, com base no e-mail em que havia a solicitação dos valores para liberar o sistema.

Mais Acessadas