A homenagem ao Maestro Patrick Cavalheiro será concedida pela ANACLA – Academia Nacional de Ciências, Letras e Artes

17 de outubro de 2019

A ANACLA – Academia Nacional de Ciências, Letras e Artes homenageará o maestro caçadorense, Patrick Cavalheiro, no próximo dia 18 de outubro, no Auditório Antonieta de Barros da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, em Florianópolis. O maestro foi escolhido para receber a homenagem na área da Cultura em decorrência de suas atividades desenvolvidas especialmente na área de música.

Patrick Cavalheiro é caçadorense e reside nas cidades de Caçador e Florianópolis, cidades onde desempenha atividades musicais contínuas, além das apresentações como músico convidado em outras cidades e países. O maestro é ainda fundador da Associação dos Amigos da Música – AMIMU, da AFAMUSC – Associação Filarmônica de Arte e Música de Santa Catarina, administrador da Culturarte Produções, presidente do Conselho Municipal de Cultura de Caçador (2019-2021), professor, produtor e multi-instrumentista.

A presidente da Academia Nacional de Ciências, Letras e Artes, sra. Mara Núbia Roloff explica que o convite ao maestro foi sugerido por sua atuação na regência de corais, e que mais tarde, ao pesquisarem as atividades desenvolvidas pelo maestro, notaram ser abrangente, tanto em áreas culturais quanto em territorialidade.

A sessão solene iniciará às 19h desta sexta-feira, na ALESC – Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Rua Dr. Jorge Luz Fontes, 310 – Centro, Florianópolis, SC) e contará ainda com posse acadêmica e comemoração do aniversário do patrono da Academia, Vinícius de Moraes, com apresentações literoculturais.

A diretoria, professores, colaboradores, alunos e voluntários da Associação dos Amigos da Música – AMIMU felicita-se com o reconhecimento ao maestro. A presidente Anne Bortolini declara que: “esta homenagem é fruto da dedicação e amor pela arte que o maestro Patrick Cavalheiro tanto demonstra. Todos nós da AMIMU somos felizes por contarmos com a presença do maestro nas atividades culturais de Caçador e esperamos que o reconhecimento deste trabalho ganhe cada vez mais notoriedade”.

Mais Acessadas