Canderoi e Letícia se encontraram nos Parajasc em Caçador

18 de outubro de 2019

Delegação se preparando para os Parajasc e, na atualidade, nada mais normal do que a criação de um grupo no WhatsApp para ajudar na organização. E foi no grupo de Itajaí que Canderoi da Conceição e Letícia da Oliveira, há 15 dias, tiveram os primeiros contatos. Os tratamentos amigáveis levaram a expressões como “bebê” e “vida”. A partir daí não foi difícil chegar à paixão.

Ele tem 22 anos, natural de Itajaí, é deficiente físico, com dificuldade de movimentos nos membros esquerdos em decorrência de um derrame cerebral durante o nascimento. Vivendo com a avó, Canderoi faz curso para acessar o mercado de trabalho e está aprendendo computação. 

Ela tem 21, natural de Carlos Barbosa (RS) e moradora de Benedito Novo, é portadora de nanismo. Trabalha como vendedora de planos de internet na Unifique, em Timbó. Também defende a cidade de Itajaí no atletismo dos Parajasc.

Letícia foi ouro no arremesso do peso e no lançamento do disco, nesta quinta (17), e ainda busca mais uma medalha, no lançamento do dardo. Canderoi participou dos 100m, 200m e 400m rasos. Nesta última, conseguiu o bronze. Mas certamente o que se conquistou para ambos vai muito além das medalhas dos Parajasc.

É só o início de um caminho, que pode ser longo e vitorioso. (Heron Queiroz)

Mais Acessadas