Empresário exerceu atividade parlamentar por dois mandatos, sendo presidente da Câmara Municipal e recebeu o título de Cidadão Honorário de Caçador

5 de novembro de 2019

A Câmara Municipal de Caçador presta homenagem póstuma para Ernesto Faoro e levanta a sessão dessa segunda-feira (4). A iniciativa refere-se à significativa atuação quando foi vereador nos mandatos de 1967/1970 e 1970/1973, sendo presidente da Casa na última gestão. Em 2002 ele recebeu do Poder Legislativo Municipal, o título de Cidadão Honorário de Caçador. O empresário, conhecido pela sua longevidade, estava há dois dias acamado e sábado (2), faleceu em sua casa aos 106 anos de idade.

“Prestamos essa homenagem levantando a sessão de hoje, conforme preconiza o Art. 70, §5º, inciso II, do Regimento Interno da Casa. Devido a trajetória profissional do seu Ernesto, espírito empreendedor e contribuição para o desenvolvimento do Município que sempre serão inspiração para os caçadorenses”, destaca o presidente da Câmara Municipal, Alcedir Ferlin (MDB).

RNESTO FAORO

Trajetória de vida

Ernesto Faoro filho de Attilio Faoro e Luísa D’Ambros, nasceu em Antonio Prado, no Rio Grande do Sul, em 15 de abril de 1913. Do primeiro casamento com Layne Gatermann (in memoriam), Ernesto Faoro teve cinco filhos, Luiza Virginia, Maria Karla, Newton, Atilio Guilherme e Luiz Renato. Em 1971, casou-se com Rosecler D´Agostini com quem teve duas filhas, Patrícia e Ângela. Era avô de Paola, Juliano, Raquel, Leonardo, André, Arthur, Daniela, João, Mariana e Enzo.

Em 1931, a família mudou-se para o Rio Caçador, em busca de melhores condições para educar seus filhos. O jovem ajudou no estabelecimento comercial do pai até 1938, quando a família abriu uma empresa chamada Força e Luz Caçadorense Faoro & Filhos, com a finalidade de produção e distribuição de energia elétrica para a cidade.

Formou-se no curso técnico em Contabilidade no Colégio Aurora e cursou a Faculdade de Ciências Econômicas do Paraná, em Curitiba.

Em 1942 fundou a sociedade comercial Faoro e Gioppo; em 1953 a Casa Ferro Mercantil; em 1955 a empresa Agrícola Granja Attilio Faoro e em 1957 a Cooperativa Agrícola de Caçador.

Ernesto Faoro herdou o espírito empreendedor do pai e do avô, participando de inúmeras iniciativas e empreendimentos que beneficiam até hoje a comunidade.

Sócio fundador do Rotary, que iniciou suas atividades no Município em 27 de setembro de 1948 e membro da Academia Caçadorense de Letras e Artes (ACLA). Também exerceu o cargo de presidente, secretário e tesoureiro da Associação Empresarial de Caçador (ACIC), entidade que o agraciou com o título de Presidente Emérito.

Exerceu a atividade parlamentar por dois mandatos, em 1967/1970 e 1970/1973, sendo Presidente da Casa entre 1º de fevereiro de 1972 e 31 de janeiro de 1973.

Em 2002, Ernesto Faoro recebeu a maior honraria concedida pelo Poder Legislativo Municipal, o título de Cidadão Honorário de Caçador, pelos relevantes serviços prestados à comunidade caçadorense.

Ao completar o centenário de vida, lançou o livro “Ernesto Faoro – 100 anos de Juventude”, onde estão registradas suas memórias.

Mais Acessadas