Corpos da família foram encontrados dentro de apartamento no município de Chapecó

6 de novembro de 2019

Uma carta de despedida foi deixada por Michael Ribeiro Lopes de Gois, de 32 anos, suspeito de matar a esposa Eliane Mayeski de Gois, de 28 anos, e a filha Elisa Mayeski, de apenas três, e depois cometer suicídio em um apartamento no município de Chapecó. Os corpos da família foram localizados nesta quarta-feira, dia 6.

A carta foi divulgada no final da tarde desta quarta pelo portal Chapeco.org, que informou ter obtido o documento com exclusividade. Michael disse no texto que tomou decisões erradas e não conseguia mais oferecer felicidade para a esposa e a filha.

“Em 15 dias nossas vidas saíram do céu e chegou onde nunca imaginei. Meu amor foi sincero e nunca fui infiel, quando deixei de ser aconteceu o pior. Vamos continuar, em outra vida, vivendo e olhando por vocês”, escreveu no final da mensagem.

De acordo com a Polícia Militar, a menina levou um tiro nas costas, a mulher tinha ferimentos no braço e na cabeça. Já o homem foi encontrado com um tiro na cabeça e tinha um revólver perto do corpo.

Com base em familiares, o jornal Diário do Iguaçu informou que a família morava no apartamento há cinco anos. Vizinhos teriam estranhado que o carro da família ainda estava na garagem e colegas de trabalho também perceberam que eles não apareceram para trabalhar. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Mais Acessadas