Ele não aceitava o término do relacionamento e também descumpriu uma medida protetiva

16 de novembro de 2019

Um homem de 55 anos foi condenado por ameaça após descumprir uma medida protetiva em favor da ex-companheira. Além das ameaças, ele teria colocado uma “boneca vodu”, com sinais de mutilação, no portão da casa da vítima. O caso aconteceu em Tubarão, no Sul do Estado.

O comportamento do acusado teria iniciado após o término do relacionamento, quando percebeu o desinteresse da mulher em restabelecer a relação. Ele passou a ameaçar a ex-companheira por meio de ligações telefônicas e arquivos de áudio, mesmo após a Justiça conceder a medida protetiva.

“Este caso é um dos dolorosos retratos de contextos familiares expostos numa vara da violência doméstica, estando permeado dos clássicos elementos que compõem um cenário de violência doméstica: dominação, subserviência, agressividade, medo, entre outros”, destaca a sentença do juiz Mauricio Fabiano Mortari.

O réu foi condenado a oito meses e dez dias de reclusão, em regime aberto, por ameaça praticada mediante violência psicológica e em contexto de violência doméstica, e descumprimento de medidas protetivas por duas vezes. O homem pode recorrer a sentença.

Mais Acessadas