Para o Norte, a morraria que cerca Balneário Camboriú parece pequena. Assim como outros edifícios no entorno

19 de novembro de 2019

As duas torres do edifício Yachthouse, o residencial mais alto da América Latina, em Balneário Camboriú, chegaram aos 281 metros em outubro. Com a altura concluída, já é possível ter uma ideia da vista da cobertura, no 81º andar.

O topo de uma das torres pertence a Neymar. E é de lá o vídeo que a coluna recebeu, com exclusividade. Do alto, o craque do Paris Saint Germain conseguirá ver toda a orla e além. Na Barra Sul, é possível enxergar além do Morro da Aguada, onde fica o Parque Unipraias.

Para o Norte, a morraria que cerca Balneário Camboriú parece pequena. Assim como outros edifícios no entorno.

Fachada

A fase, agora, é de instalação da fachada, em vidro. Para garantir vedação, resistência e segurança, um protótipo do empreendimento passou por um simulador de pressão de vento e água a níveis mais altos do que ocorre no Brasil – é como submeter o prédio a um tornado, por exemplo.

A simulação foi feita na sede do Instituto Tecnológico da Construção (ITEC), em São Paulo. Para a avaliação, uma estrutura que simula dois pavimentos, similares aos do Yachthouse, foi construída em laboratório.

A diretora técnica do Instituto, Michele Gleice, explicou que os ensaios focam na resistência aos esforços e às cargas de ventos, estanqueidade à água e segurança da estrutura.

– Avaliamos possíveis infiltrações de água, bem como a garantia de que não ocorre desprendimento de componente e se os vidros resistem às pressões de vento – diz a a engenheira.

O trabalho de instalação da fachada deve levar 10 meses. O edifício será entregue em 2020.

Mais Acessadas