No Mundo Senai Caçador alguns projetos de cunho social chamam a atenção. Um deles é o balanço para cadeirantes, que incentiva a inclusão

22 de novembro de 2019

O SENAI de Caçador recebe hoje (21) e amanhã (22) a visita de estudantes de várias escolas da cidade, além de pessoas da comunidade que estão conhecendo projetos inovadores desenvolvidos por alunos e docentes no Mundo Senai. No Mundo SENAI, realizado simultaneamente em todo o país, também é possível conferir a estrutura física e cursos da instituição, com foco nas novas tecnologias. 

Mais de 20 projetos estão sendo apresentados na unidade de Caçador. São projetos que buscam solucionar problemas nos parques fabris; inovar nos processos produtivos; aproximar pessoas e empresas, e incentivar o conhecimento técnico e científico. 

O curso Técnico em Celulose e Papel, por exemplo, elaborou itens com papelão, como uma mesa de sinuca, demonstrando a resistência e uso alternativo.

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) realizou o resgate da história do Castelhano e da empresa Adami. Além disso, também se destacam projetos com foco em ajudar pessoas. Um deles é o balanço para cadeirantes, que incentiva a inclusão social.

Alunos do Senai Caçador desenvolveram um balanço que permite a entrada de cadeira de rodas. O protótipo deverá ser implantado no Parque Central de Caçador para uso experimental.

Outro projeto é um guincho para acamados que funciona sem a necessidade de energia elétrica. O modelo exposto no Mundo Senai será depois, doado para uma instituição de caridade. O 1º vice-presidente da FIESC, Gilberto Seleme parabenizou os alunos e toda a equipe do Senai pelos projetos.

Ele explica que o papel do evento é despertar nos jovens o interesse por profissões da indústria, para que o setor cresça e se torne cada vez mais produtivo. Aliado a isso, surge também o envolvimento social, por meio de projetos que visam melhorar a vida das pessoas. “Estamos muito orgulhosos deste evento, mais uma vez um sucesso. Reúne projetos incríveis com potencial de fazer a indústria crescer e de melhorar a vida das pessoas.

Um grande aprendizado para todos”, comenta. De acordo com o vice-presidente regional Leonir Tesser, a metodologia de ensino do SENAI, a educação por competência, fortalece o processo de aprendizagem e os projetos apresentados nestes dois dias são uma amostra disso. “Temos aqui a união da teoria com a prática. São projetos inovadores, que usam a tecnologia como aliada. Todos estão de parabéns pelos projetos e é importante que a comunidade conheça e tenha acesso aos projetos dos alunos. Temos aqui muitas soluções para a indústria e para a comunidade”, afirma. 

O diretor regional do SENAI, Fabrizio Machado Pereira, lembra que são mais de 180 programas, alinhados às demandas de mercado, às profissões do futuro e ao Mapa do Trabalho, o que contribui para a elevação da empregabilidade dos egressos. “Laboratórios modernos, ênfase em atividades práticas e professores atualizados tornam as aulas mais atrativas e contribuem para elevar a empregabilidade dos profissionais formados”, explica.

Em Santa Catarina, 86,5% dos técnicos formados pelo SENAI têm uma colocação no mercado de trabalho ao término do curso ou alguns meses após o encerramento.

Este ano, o Mundo SENAI conta com o apoio do SESI que participa das atividades com oficinas de orientação nutricional, aferição de pressão e glicemia, atividades maker, workshops sobre saúde e segurança, entre outras ações. 

Mais Acessadas