Ao ouvir os gritos da irmã pedindo que o marido parasse, correu para tentar defende-la das agressões e foi surpreendido com uma facada no peito

29 de novembro de 2019

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da comarca de Urubici, na Serra Catarinense, julgou culpado o homem que matou o cunhado com golpe de faca no coração, em dezembro de 2018. Pelo crime de homicídio duplamente qualificado, o réu teve a pena fixada em 16 anos de reclusão em regime fechado. O júri popular ocorreu nesta quinta-feira (28).

Na denúncia feita pelo Ministério Público, a prática criminosa teve uma sequência de três fatos. No primeiro, o acusado praticou vias de fato contra a companheira. O casal começou a discutir e ele teria a empurrado num sofá, esganado e puxado os cabelos.

O segundo fato trata do homicídio contra o cunhado. Ao ouvir os gritos da irmã pedindo que o marido parasse, correu para tentar defende-la das agressões e foi surpreendido com uma facada no peito.

O tio teve o mesmo intuito, conforme a denúncia. Neste terceiro fato, o denunciado pegou outra faca com a intenção de matá-lo. A vítima se protegeu com uma cadeira e fugiu do local para socorrer o sobrinho. Os jurados absolveram o réu quanto a tentativa de homicídio qualificado deste último fato.

Consideram o réu culpado pela tentativa de homicídio qualificado pelo motivo torpe e surpresa e pela contravenção penal praticada contra a esposa. A sessão de julgamento pelo Tribunal do Júri foi presidida pela juíza Renata Pacheco Mendes.

Mais Acessadas