Esportes radicais sobre a estrutura constam da programação de reabertura do cartão-postal de Florianópolis

3 de janeiro de 2020

Um vídeo de uma mulher que entra no mar ao pular de bungee jump da Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, tem feito sucesso nas redes sociais. O salto foi feito pela empresária Juliana Budelon, de 29 anos, na tarde de quinta-feira (2). As atividades de esportes radicais no local fazem parte da programação de reabertura do cartão-postal da cidade.

“Achei libertador, surreal. Faria de novo, com certeza”, disse Juliana. No perfil dela numa rede social o vídeo do salto tinha 22,4 mil visualizações até as 17h desta sexta-feira (3). Em outra rede, as imagens têm mais de 1,2 mil curtidas. A empresária foi ao local com outros três amigos, que também pularam.

No vídeo, chama a atenção o fato dela atingir água do mar até a altura do peito. Nas redes sociais, por exemplo, há comentários questionando a qualidade do mar naquele trecho. “Na hora fiquei com um pouco de nojo, mas penso que as praias de Florianópolis não estão em melhores condições”, disse Juliana. “Estou bem e meus amigos que mergulharam estão todos bem também”, brincou.

Os pontos da Avenida Beira-mar Norte monitorados pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA), responsável pelo monitoramento da balneabilidade estão impróprios para banho. O trecho da ponte, entretanto, não é avaliado porque o trabalho é feito somente em pontos que recebem fluxo de banhistas, disse o instituto.

O empresário Julio Cesar de Borba, da companhia terceirizada que está oferecendo a atividade esportiva, disse que as pessoas que procuram a empresa para saltar de bungee jump são avisadas de que existe o risco de que elas entrem no mar, e que a maioria quer exatamente isso. “O contato com a água é normal em todo o mundo”, afirmou.

Borba falou também que a possibilidade de tocar a água é maior conforme o peso da pessoa, especialmente a partir de 90 kg, perfil no qual se enquadra Juliana. “Todos assinam termo de responsabilidade, tudo é feito de forma transparente”, disse. A empresa dele está no mercado há cerca de 20 anos.

Mais Acessadas

Carregando...