Foco dos pesquisadores será avaliar a produção do mel de melato no Planalto Catarinense

16 de janeiro de 2020

Desde dezembro a Estação Experimental da Epagri em Videira conta com uma unidade digital de monitoramento apícola, a sétima plataforma de monitoramento entre as já instaladas nas diversas regiões agroecológicas de Santa Catarina pela Epagri/Ciram. Nos primeiros meses de 2020 o foco dos pesquisadores será avaliar a produção do mel de melato no Planalto Catarinense. Esse mel é produzido bienalmente, em anos pares, e é proveniente da secreção de uma cochonilha que suga a seiva da árvore Bracatinga.

A unidade é a primeira que possibilita o monitoramento do peso individual de três colmeias ao mesmo tempo. Segundo o pesquisador Hamilton Justino Vieira, além do peso serão registradas a temperatura e a umidade relativa do ar, a precipitação pluviométrica, a temperatura e a umidade relativa do ar dentro da colmeia. “Com essas variáveis será possível inferir o comportamento das abelhas frente aos períodos de floração, aos tipos de flores das diversas espécies, ao manejo de colmeias, à qualidade das rainhas, às mudanças climáticas e a outras variáveis ambientais”, explica Hamilton.

Ele relata que, após um ano do início do monitoramento nas diversas regiões agroecológicas já se observou a produção de até seis quilos de néctar em apenas um dia de coleta das abelhas em São Miguel do Oeste durante a florada de uva-do-Japão. 

Mais Acessadas