Os microempreendedores individuas (MEIs) devem ficar atentos às mudanças na legislação que já entraram em vigor em 2020. O alerta é da Ampe Metropolitana. A partir deste ano, todo MEI que tenha um funcionário contratado deverá inserir no Sistema do eSocial todos os dados do colaborador, bem como aqueles relacionados
Leia mais…

23 de janeiro de 2020

Os microempreendedores individuas (MEIs) devem ficar atentos às mudanças na legislação que já entraram em vigor em 2020. O alerta é da Ampe Metropolitana.

A partir deste ano, todo MEI que tenha um funcionário contratado deverá inserir no Sistema do eSocial todos os dados do colaborador, bem como aqueles relacionados a exames admissionais. O envio da folha de pagamento do funcionário também passou a ser obrigatório. Algumas atividades também tiveram alteração.

Com o reajuste do salário mínimo a contribuição mensal foi alterada, com valores que variam de R$ 51,95 a R$ 57,95. A contribuição de janeiro de 2020 vence em 20 de fevereiro.

Além disso, todo ano, até 31 de maio, o MEI deve enviar a sua declaração de faturamento referente aos ganhos do ano anterior.

Em 2020, a receita auferida com a prestação de serviços também deverá constar na DAS-SIMEI e não apenas a receita relacionada às atividades de comércio.

Para declarar, basta acessar o site ou procure a “Sala do Empreendedor”. Para mais informações o MEI também pode procurar a Ampe Metropolitana, pelo fone (48) 3259-4800.

Mais Acessadas