Industrial recebeu Medalha de Mérito Destaque Caçadorense em 2008, indicado por Deoclides Sabedot, e ontem (3) foi prestada homenagem em sua memória

3 de fevereiro de 2020

O empresário Altair Pelegrino Balvedi morreu nessa segunda-feira (3), aos 88 anos de idade, devido a um infarto fulminante. O seu espírito empreendedor foi reconhecido pelo Legislativo Municipal em 2008 quando recebeu o título de Desbravador Caçadorense (atual Destaque Caçadorense), através do vereador Deoclides Sabedot. Durante reunião de ontem (3), foi lido seu currículo e realizado um minuto de silêncio em sua homenagem.

“Balvedi foi agraciado com a Medalha do Mérito, com o condão de expressar a gratidão de um povo pelo labor e pela dedicação, pelo “desbravamento” em prol de toda a coletividade que deixaram marcas para sempre e merecem ser reconhecidas. Hoje, em nome dos Caçadorenses, lamentamos esta perda irreparável ao nosso Município, ao mesmo tempo em que somos gratos ao seu Altair Balvedi por tudo o que fez por Caçador e pelo legado que deixa a todos nós. Temos certeza que a sua história jamais será esquecida e seus ensinamentos serão levados adiante por todos aqueles que conviveram e aprenderam com ele”, enfatiza Alcedir Ferlin (MDB).  

HOMENAGEM

Altair Pelegrino Balvedi

Altair Pelegrino Balvedi, nasceu em 18 de agosto de 1932, na cidade de Videira, SC. Filho de Luiza Titon Balvedi e Caetano Balvedi; casou-se com Maria Germano Balvedi, pai de Márcia Cristina Balvedi e Marco Antônio Balvedi.

Ainda jovem, aos 20 anos de idade, começou a trabalhar na Sincol, auxiliando no desenvolvimento da empresa, ampliando a atuação da empresa em Jacarezinho, e instalando novas sucursais em São Paulo, Cuiabá e Sorriso.

O retorno para o Município de Caçador ocorreu em 1973, quando passou a atuar na direção da pequena fábrica de camas, contribuindo para transformar a empresa líder no mercado de portas e esquadrias de madeira. Dedicado a transformar a indústria, elevando a Sincol à referência no segmento, sendo por 12 vezes premiada. Detentora do 1º lugar do Prêmio Pini, ouro na Casa e Mercado entre outras revistas da madeira e premiada pelo Globo Rural, considerada entre as 30 melhores na área de reflorestamento.

Mais Acessadas