Criança foi encontrada com sinais de maus-tratos e não resistiu aos ferimentos.

17 de fevereiro de 2020

Um homem suspeito de participação na morte da própria filha, uma bebê de 9 meses, foi preso preventivamente na tarde deste domingo (16) em Xanxerê, no Oeste catarinense, informou a Polícia Civil. Ele tem 23 anos, é autônomo e se entregou, acompanhado de um advogado, sendo depois levado ao presídio regional. A mãe de 17 anos da criança está internada num Centro Socioeducativo, por determinação judicial, também por suspeita de envolvimento no crime.

A menina e o irmão, de 3 anos, foram encontrados na manhã de sexta-feira (14) com sinais de maus-tratos na casa onde moravam com os pais, no bairro Vila Sésamo. Os bombeiros foram chamados ao local para atender a um caso de bebê com parada respiratória, mas quando chegaram a vítima estava sem vida.

Os bombeiros relataram ferimentos no corpo da menina, como hematomas, sinais de queimaduras nos pés, mãos e orelhas e afundamento do crânio com sinais de traumatismo cranioencefálico. O irmão dela também tinha indícios de maus-tratos e foi levado ao hospital.

Depois do atendimento, os bombeiros chamaram a Polícia Militar e o Conselho Tutelar. A mãe foi levada à delegacia, onde foi ouvida pelo delegado Danilo Fernandes. Segundo ele, durante o depoimento a adolescente assumiu em alguns momentos ter agredido os filhos, mas em outros, não. O menino de 3 anos ficará aos cuidados do Conselho Tutelar.

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o crime de maus-tratos com resultado morte, mas não descarta a possibilidade de que os responsáveis respondam por tortura, qualificada pela morte da vítima.

Mais Acessadas