Em recuperação judicial desde maio de 2016, o Grupo da Reunidas “Caçador” terá 22 imóveis levados a leilão

17 de fevereiro de 2020

Os valores de avaliação somam R$ 83,3 milhões (R$ 83.398.331,05) e é possível adquirir lotes ou imóveis de forma individual.

Entre os imóveis estão terrenos baldios, galpões e casas de madeira, localizados em Brusque (SC), Caçador (SC), Chapecó (SC), Curitibanos (SC), Erechim (SC), Joaçaba (SC), Porto União (SC), Rio do Sul (SC), São Miguel do Oeste (SC) e Francisco Beltrão (PR).

O imóvel com menor valor é um terreno baldio de 458,13 metros quadrados avaliado em R$ 163 mil (R$ 163.675,73) e o mais valioso é um Galpão de 800m2  mais uma Casa de 77m2  e Borracharia de 264m2, avaliado em quase R$ 20 milhões (R$ 19.780.212,00).

A abertura de propostas está marcada para o dia 10 de março de 2020.

A responsável pelo procedimento será a “Duarte Leilões Oficiais” e as inscrições, informações e ofertas eletrônicas podem ser feitas pelo site: http://www.dloficiais.com.br/

Como vem noticiando o Diário do Transporte, o Grupo da Reunidas “Caçador” está em recuperação judicial desde maio de 2016.

Estão envolvidas na recuperação judicial as empresas Reunidas Transportes Coletivos, Reunidas Transportadora Rodoviária de Cargas e Real Transporte e Turismo.

Nota de esclarecimento

Sobre uma noticia que está no site referente a venda de imóveis do Grupo Reunidas.

A MOORE AUDITORES, empresa da qual sou sócio, é a Administradora Judicial do processo de recuperação Judicial. Há um erro na noticia divulgada.

Afirma que a responsável pelo procedimento de venda é a “Duarte Leilões”, inclusive com a possibilidade de inscrição no website daquela empresa.
Não é verdade… a Duarte foi contratada apenas para a divulgação.

Não será um leilão. Conforme o edital, a venda ocorrerá através de proposta fechadas a serem entregues no cartório das varas cíveis do Fórum de Caçador. Fico à disposição para quaisquer esclarecimentos, inclusive pelo fone 47 99984 7030.

Mais Acessadas