Em Santa Catarina, dois casos do novo coronavírus foram confirmados pela Secretaria de Estado da Saúde, nesta quinta-feira, 12 de março. Os casos confirmados na capital do estado são de uma mulher de 28 anos que retornou da Holanda, na Europa, e de um homem de 34 anos atendido no
Leia mais…

14 de março de 2020

Em Santa Catarina, dois casos do novo coronavírus foram confirmados pela Secretaria de Estado da Saúde, nesta quinta-feira, 12 de março. Os casos confirmados na capital do estado são de uma mulher de 28 anos que retornou da Holanda, na Europa, e de um homem de 34 anos atendido no Hospital Baía Sul e que voltou de uma viagem a Nova Iorque, nos Estados Unidos. Ambos estão sendo monitorados e não necessitaram de internação hospitalar. Ainda existem cerca de 70 casos suspeitos em todo o estado.

No território catarinense, o alerta vale não somente para o Covid-19, nome dado ao novo coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mas também para outras doenças que também estão fazendo muitas vítimas no estado, entre elas a dengue, transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, e o Sarampo.

De 29 de dezembro de 2019 a 07 de março de 2020 (último boletim divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), 215 casos de dengue foram confirmados, sendo considerados 100 municípios infestados pelo mosquito transmissor, a maioria do Oeste do estado. O modo mais eficaz de combater a dengue é eliminar os criadouros do mosquito para combater os focos de acúmulo de água parada. Já o sarampo, doença viral extremamente contagiosa, tem 62 casos confirmados somente este ano, em Santa Catarina, oito em municípios que fazem parte da Diocese de Caçador, conforme dados da DIVE/SC, sendo seis em Porto União, um em Videira e um em Três Barras.

Nesta sexta-feira, 13 de março, em missa celebrada via streaming na capela Santa Marta, no Vaticano, o Papa Francisco rezou pelos doentes, mas também pelos pastores a fim de que tomem medidas que não deixem o povo de Deus sozinho e o acompanhem com o conforto da Palavra de Deus, dos sacramentos e da oração. “Gostaria de rezar hoje pelos pastores que devem acompanhar o povo de Deus nesta crise. Que o Senhor lhes dê a força e também a capacidade de escolher os meios melhores para ajudar. Nem sempre as medidas drásticas são boas, por isso rezemos para que o Espírito Santo dê aos pastores a capacidade e o discernimento pastoral a fim de que providenciem medidas que não deixem sozinho o santo povo fiel de Deus. Que o povo de Deus se sinta acompanhado pelos pastores e pelo conforto da Palavra de Deus, dos sacramentos e da oração”, disse o Santo Padre.

Atendendo o convite do Papa, o presidente do Regional Sul 4 da Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB), e bispo diocesano de Caçador, dom frei Severino Clasen, ofm, em nota emitida na tarde de hoje, 13, vem alertar o povo de Deus, espalhado por todo território catarinense, em especial aos que estão à frente das pastorais, movimentos, serviços e organismos da Igreja, para os cuidados e medidas a serem tomadas diante da realização de atividades, eventos e celebrações em vista da Ação Evangelizadora em Santa Catarina. Leia a nota na íntegra:

Orientações do Regional Sul 4 da CNBB para a prevenção do novo coronavírus e outras doenças

Prevenir, acolher, cuidar – A missão da Igreja é evangelizar, à luz da Palavra de Deus, para que todos tenham vida saudável e em plenitude.

No momento em que o mundo desperta preocupação com o novo coronavírus, o Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), vem a público alertar sobre as ameaças contra a saúde do nosso povo.

O novo coronavírus já chegou ao Brasil e temos notícias que Santa Catarina, que já sofre graves consequências com o crescente número de casos de dengue e sarampo, possui casos confirmados de infectados.

Para que não sejamos tomados de surpresa, alertamos às pastorais, movimentos, serviços e organismos da Igreja em Santa Catarina, para alguns cuidados e medidas a serem tomadas na realização de atividades, eventos e celebrações em vista da evangelização. Cada Diocese também é convida a emitir orientações, respeitando a cultura e as particularidades do nosso povo.

Durante atividades e celebrações:

  • Evitar o aperto de mãos na acolhida aos fiéis;
  • Não dar as mãos durante a oração do Pai nosso;
  • Omitir o abraço da paz;
  • Distribuir a comunhão somente sob uma espécie, exclusivamente, na mão, garantindo que o fiel comungue diante do ministro;
  • Os colaboradores que cuidam das ofertas, ao recolherem, utilize proteção, igualmente aos que tiverem algum contato com objetos de uso público nas celebrações;
  • Higienizar as mãos, muitas vezes, com água e sabão ou álcool em gel;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Proteger com lenços (preferencialmente descartáveis a cada uso) a boca e o nariz ao tossir ou espirrar;
  • Evitar tocar olhos, nariz e boca e compartilhar objetos pessoais;
  • Manter os ambientes ventilados e, por isso, portas e janelas de Igrejas ou espaços usados para reuniões e encontros fiquem abertas.

Estas orientações vêm de encontro com a proposta da Campanha da Fraternidade 2020. Juntos superaremos as ameaças contra a vida, o maior Dom que temos. Que o Bom Samaritano que viu, sentiu compaixão e cuidou, nos inspire para a mesma atitude. Deus nos abençoe e tenhamos saúde, paz e harmonia na Quaresma, rumo à Páscoa do Senhor.

Dom frei Severino Clasen, ofm
Presidente da CNBB Regional Sul 4

Mais Acessadas