Estado tem outros 177 casos suspeitos. Duas pessoas estão internadas por causa da doença Covid-19

19 de março de 2020

O número de casos confirmados do novo coronavírus em Santa Catarina saltou para 20 nesta quinta-feira (19). A informação foi confirmada pelo Governo do Estado em coletiva de imprensa às 10h30min. A atualização anterior, na quarta-feira à noite, somava 14 casos no Estado.

Segundo a Secretaria de Saúde, os 20 casos estão espalhados pelas cidades de Florianópolis (6), Joinville (2), Rancho Queimado (2), Braço do Norte (3), Tubarão (2), Balneário Camboriú (4) e São José (1). Dos 20, apenas dois estão hospitalizados: o paciente de Braço do Norte, que está em um hospital de Içara, e um paciente em Florianópolis. O caso mais grave até o momento é o dessa pessoa internada na Capital. Nenhum profissional de saúde está entre os contaminados até agora.

Sobre o paciente internado em Içara, o Hospital São Donato atualizou em boletim na quarta-feira que o homem de 52 anos deixou a UTI e aguarda uma nova avaliação médica.

O secretário de Saúde Helton Zeferino destacou que as medidas de quarentena em Santa Catarina são ainda mais importantes com o avanço do número de casos:

– Fiquem em casa, temos um problema de de saúde pública que precisa ser enfrentado por todos.

O comandante da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Araújo Gomes, também participou da coletiva e reforçou a atuação da PM nas ruas de SC para fiscalizar o cumprimento das medidas restritivas:

– O grau de adesão foi bem grande no primeiro dia (quarta-feira, dia 18), considerando que eram novas medidas. Hoje (quinta-feira) entramos numa segunda etapa, cobrando, autuando e, se for o caso, punindo aqueles que não cumprirem as medidas restritivas.

Araújo Gomes destacou que durante o dia o foco dos policiais será nos grandes centros comerciais e redes lojas, e à noite a atuação será voltada aos bares e restaurantes.

Questionado se há alguma possibilidade de isolamento na entrada e saída de pessoas nas cidades da região de Tubarão, onde foi detectada a transmissão comunitária, o secretário Helton Zeferino afirmou que o momento é de prevenção em todo o território:

– Nesse momento, a depender obviamente do comportamento que tenhamos em toda a população catarinense, e não só o Sul, nós precisamos avaliar algumas ações que possam ser deflagradas nas próximas semanas. Precisamos que todos entendam que não há nenhuma região do Estado que está imune à proliferação do vírus. Não se pode causar uma falsa sensação de que essa patologia é do litoral catarinense. Quando a gente caminha numa progressão mais rápida, pode-se levar em consideração a questões de isolamento em determinadas cidades através de uma quarentena, por exemplo.

Atenção ao consumo de água

Outro ponto reforçado pelo governo foi em relação ao consumo de água. Ainda não há desabastecimento em Santa Catarina, mas o período no Estado ainda é de estiagem e, com as pessoas em casa fazendo higienizações constantes, há o risco de falta de água.

A recomendação do governo é de que as pessoas evitem lavar calçadas, carros, e usar mais água que o necessário.

Mais Acessadas