Segundo Secretaria estadual de Saúde, pacientes comprovados estão em 12 cidades. Outros 273 estão em investigação em todas as regiões catarinenses

20 de março de 2020

O número de casos do novo coronavírus em Santa Catarina subiu para 28 confirmados, segundo informou o governador do estado, Carlos Moises, na manhã desta sexta-feira (20). Outros 273 casos estão em investigação. O estado catarinense está em situação de emergência e recomenda que a população fique em casa. As forças de segurança do estado estão fiscalizando o cumprimento do decreto. No Brasil, são 621 casos confirmados pelo Ministério da Saúde de Covid-19 e sete mortes.

A atualização dos números ocorreu em coletiva de imprensa com o governador Carlos Moisés, o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, e a médica infectologista Regina Valim às 10h30 desta sexta (20). Segundo o Governo de Santa Catarina, a macro região Sul, que incluí 45 municípios cidades, tem atenção especial, pois foi onde se identificou o início da transmissão comunitária. As cidades com casos confirmados são as seguintes (por número de casos):

Dos 28 casos confirmados, o Estado não detalhou quantos pacientes estão internados, apenas as cidades: Itajaí, Balneário Camboriú, Florianópolis e Içara. Não foi informado também quantos exatamente estão em unidades de terapia intensiva (UTI) e se entre os casos suspeitos há internações.

“Há alguns pacientes em ambiente hospitalar. Esses pacientes estão sendo acompanhando diariamente por nossas equipes até porque as equipes de terapia intensiva estão em contato constante com a Secretaria de Estado da Saúde. […] As equipes conversam entre sim, […] que as experiências vitoriosas sejam compartilhadas”, informou o secretário de saúde.

Restrições

No estado o transporte público não está circulando nas cidades, comércios, restaurantes, academias e outros serviços considerados não essenciais estão fechados. Na quinta-feira (19) o Governo do Estado também proibiu a permanência de pessoas em espaços públicos como praças, parques e praias, e da entrada e circulação de ônibus de passageiros e de fretamento, seja interestadual ou internacional. Além disso, alguns municípios começaram a fazer barreiras sanitárias nas entradas das cidades.

“Tenho absoluta convicção que tomamos a medida certa, no tempo certo. Recebi muitas ligações pedindo que revíssemos o decreto. […] Mas a vida está acima de qualquer impacto financeiro. A medida não é simpática, é no momento certo e na medida correta até aqui. […] Quando os números equilibrarem, podemos rever. [….] É uma medida técnica”, afirmou o governador de Santa Catarina.

Segundo ele, é possível que haja toque de recolher. “É possibilidade, não imediata, a depender [do aumento] dos casos”, informou.

Vacinação contra gripe

A vacinação contra a gripe foi antecipada em Santa Catarina para segunda-feira (23). Segundo o secretário de saúde, cada município deve definir como vai setorizar a vacinação para que idosos não tenham contato com outras pessoas que procurem os postos de saúde.

Os municípios que tiverem condições e equipes suficientes, devem priorizar a vacinação dos idosos em domicílio. Se não for o caso, deve haver um local separado para os idosos se vacinarem.

Mais Acessadas