Busca foi feita em um caminhão de uma empresa de vinhos que era investigada há oito anos por sonegação fiscal

20 de maio de 2020

A carga de uma empresa de vinhos foi apreendida com 26 mil frascos de álcool em gel sem nota fiscal, em uma operação conjunta da Polícia Civil, Fazenda Estadual e Polícia Militar de Caçador, no Meio-Oeste de Santa Catarina.

A apreensão ocorreu na última sexta-feira (15), durante uma fiscalização. Segundo o delegado Pedro Mendes, auditores abordaram o caminhão, com a suspeita de que teria carga de vinho sem nota fiscal. No entanto, a carga era de álcool em gel.

A carga foi apreendida e encaminhada para a DEIC (Diretoria Estadual de Investigações Criminais) de Caçador.

A apreensão será incluída em um inquérito que estava em andamento contra a empresa. A investigação já verificou que a empresa sonegou cerca de R$ 10 milhões nos últimos cinco anos.

“A apreensão de sexta-feira comprova que eles continuam nessa mesma modalidade criminosa”, destacou o delegado.

Segundo Mendes, a empresa é alvo de investigação desde 2012. “Lá se vão oito anos da empresa sonegando de todas as maneiras”, comentou.

Até esta quarta-feira (20), ninguém havia sido preso. Buscas foram feitas e todo o material apreendido até então depende de confecção de relatório.

O responsável pela empresa de bebida alcoólicas já recebeu autuações, mas recorre administrativamente. Na esfera penal, segundo o delegado, só pode haver conclusão após esgotadas as possibilidades de recursos.

O responsável pode receber uma pena de dois a cinco anos de prisão por sonegação fiscal e mais três a oito anos por organização criminosa.

Mais Acessadas

Carregando...