O município está publicando diariamente o boletim dos casos de coronavírus no município e realizou um pregão nesta segunda-feira (18) para a compra em caráter emergencial de testes rápidos capazes de detectar o novo coronavírus na população

20 de maio de 2020

O município está publicando diariamente o boletim dos casos de coronavírus no município e realizou um pregão nesta segunda-feira (18) para a compra em caráter emergencial de testes rápidos capazes de detectar o novo coronavírus na população

O estado catarinense vem relaxando a quarentena e retomando a liberação gradual de algumas atividades não essenciais. O poder executivo municipal ratificou as medidas estaduais através de ato normativo próprio, ou seja, não adotou medidas mais restritivas no município para contenção da propagação do vírus. O órgão acredita que, com o aumento de testes para o novo coronavírus será possível testar as pessoas e, desta forma, isolar as que estão infectadas, podendo, ao mesmo tempo, conter a pandemia e proteger os trabalhadores que já estão trabalhando (em atividades essenciais e não essenciais), além de traçar medidas para que mais pessoas voltem ao trabalho.

O pregão eletrônico foi realizado pela plataforma BBMNET Licitações, utilizada pela prefeitura desde a publicação do Decreto Federal nº 10.024/2019 que obriga o uso da modalidade online quando os recursos das compras forem oriundos de verbas da União. Mas, em função da pandemia, a modalidade digital está sendo adotada para todos os julgamentos. “A tecnologia proporcionada pelo pregão eletrônico trouxe grande impacto na administração pública, quanto à celeridade, competitividade, economia e à publicidade, melhorando consideravelmente a questão da ampla divulgação do certame”, declarou Lucas Chaves, pregoeiro do município.

Além de perceber claro aumento de competitividade no certame o município destaca outro ponto importante. “Verificamos a diminuição de licitantes ‘aventureiros’ no processo. O pregão eletrônico demanda dos licitantes conhecimentos além de básicos, pois os envolvidos em processo licitatório devem ter conhecimento do uso da tecnologia, das leis e dos regulamentos do edital, o que filtra em muito aquele licitante desatento e negligente em processos licitatórios”, finalizou.

Mais Acessadas