Segundo o Caged, 258 dos 295 municípios catarinenses apresentaram saldo negativo de emprego formal

29 de maio de 2020

O mercado de trabalho de SC foi o mais afetado do país no mês de abril.

O dado é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quarta-feira (27) pelo Ministério da Economia.

número de desligamentos/demissões foi de 346.820 desde o início do ano.

Só em abril foram 106.278.

Comparando o saldo entre admissões e desligamentos, SC foi o estado mais afetado em termos relativos em abril, com uma variação negativa de 3,46% sobre o estoque de empregos.

Isso representa cerca de 73 mil postos de trabalho a menos

Esta foi a 5ª maior queda do país em termos absolutos.

Além de ser o pior resultado do Estado desde o início da série histórica, em 2004.

Segundo o Caged, 258 dos 295 municípios catarinenses apresentaram saldo negativo de emprego formal, ou seja, 87,4% dos municípios do estado.

No Brasil, 860.503 postos de trabalho foram fechados em abril.

As cidades que mais perderam vagas em Santa Catarina em abril

Joinville -9.119

Florianópolis -6.415

Blumenau -5.771

Brusque -3.188

Itajaí -2.834

B. Camboriú -2.395

Jaraguá do Sul -2.364

São José -2.223

Criciúma -2.027

Palhoça -1.639

Chapecó -1.617

Gaspar -1.458

São João Batista -1.139

Lages -1.044

Tubarão -1.042

Mais Acessadas