692 pessoas, de diversos bairros do município foram testadas de forma aleatória nas três etapas da pesquisa

6 de julho de 2020

A pesquisa EPICOVID19 terminou as três etapas sem identificar nenhum novo caso da doença, em Caçador. Ao todo, 692 pessoas, de diversos bairros do município foram testadas de forma aleatória.

O Estudo de Prevalência da Infecção por Covid-19 no Brasil (EPICOVID19-BR), coordenado pela Universidade Federal de Pelotas com financiamento do Ministério da Saúde, é o maior levantamento populacional do mundo a estimar a prevalência de Covid-19.

“Estes resultados nos deixam bastante animados e mostram que os caçadorenses estão colaborando com as medidas que adotamos, no combate à Covid-19, como o distanciamento e isolamento social, uso de máscaras e higienização das mãos. Mas, também, reforça a necessidade da continuidade destes cuidados. Contamos com a colaboração de todos”, completou o secretário de Saúde, Ademar Schmitz.  

A EPICOVID19-BR estima a proporção de casos de infecção por coronavírus no Brasil e foi aplicada por pesquisadores do Ibope Inteligência.

O estudo incluiu a cidade mais populosa de cada uma das 133 sub-regiões definidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o território brasileiro. A seleção das residências e das pessoas que foram entrevistadas e testadas ocorreu por meio de um sorteio aleatório, utilizando os setores censitários do IBGE como base.

Para o exame, os pesquisadores coletaram uma gota de sangue da ponta do dedo do participante, que foi analisada pelo aparelho de teste em aproximadamente 15 minutos. Enquanto aguardava o resultado, o participante respondia a perguntas sobre sintomas da Covid-19 nas últimas semanas.

Mais Acessadas