Câmera mostra homem apontando arma e PM atirando, enquanto policial civil tenta segurá-lo. Policial militar disparou depois de ser agredido ao tentar separar uma discussão

14 de julho de 2020

Um homem de 36 anos morreu no hospital após ser baleado por um policial militar de folga em Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense. O caso ocorreu na tarde de segunda-feira (13), no Centro, quando o PM tentou interferir em uma discussão. Um policial civil também está envolvido no caso, que será investigado pela delegacia da comarca.

Uma câmera de monitoramento de um estabelecimento na 3ª Avenida registrou o momento em que três homens estavam em uma calçada, um deles parece estar alterado. Segundo a Polícia Civil, ele estaria cobrando satisfações por causa de um desacordo comercial envolvendo a venda de uma barbearia.

O policial militar também aparece nas imagens, mas está mais afastado. Vendo a discussão, ele se aproxima e tenta afastar a briga. Armado, o homem de 36 anos empurra o PM até um carro o segurando pelo pescoço.

Outro homem aparece nas imagens tentando afastar os dois. Segundo o delegado Artur Nitz, que vai investigar o caso, ele é policial civil. O PM cai no chão e atira no homem, que também vai ao chão.

BALNEÁRIO CAMBORIÚ, VÍDEO Homem morre após ser baleado por policial militar de folga em Balneário Camboriú

BALNEÁRIO CAMBORIÚ, VÍDEOHomem morre após ser baleado por policial militar de folga em Balneário CamboriúCâmera mostra homem apontando arma e PM atirando, enquanto policial civil tenta segurá-lo. Policial militar disparou depois de ser agredido ao tentar separar uma discussãoSAIBA MAIS: https://diarioriodopeixe.com/2020/07/14/homem-morre-apos-ser-baleado-por-policial-militar-de-folga-em-balneario-camboriu/

Publicado por Rio do Peixe em Terça-feira, 14 de julho de 2020

Após o primeiro tiro, outras pessoas que estavam próximas saem correndo, incluindo o homem que aparece no início do vídeo discutindo com o homem armado. O homem aponta a arma para o PM, que atira novamente enquanto o policial civil tenta contê-lo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e o Corpo de Bombeiros foram acionados e o homem baleado chegou a ser atendido no hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o delegado Artur Nitz, os dois policiais foram ouvidos na Central de Polícia e liberados. O delegado terá acesso à documentação do caso na tarde desta terça. As identidades dos envolvidos não foram informadas.

Mais Acessadas

Carregando...