Eles cobraram ações efetivas do Governo do Estado para resolver urgentemente esta situação

14 de julho de 2020

A situação caótica das rodovias estaduais que ligam Caçador às BRs 153 e 116, bem como ao Município de Porto União foi novamente abordada pelos Vereadores de Caçador durante sessão ordinária desta segunda-feira (13). Eles cobraram ações efetivas do Governo do Estado para resolver urgentemente esta situação.

O assunto foi levantado pelo Vereador Moacir D’Agostini (DEM), que apresentou imagens de um ponto crítico da SC-350, sentido BR153, onde os motoristas acabaram colocando pneus para sinalizar os buracos.

“Isso é um crime contra a nossa população, expõe todas as pessoas que ali transitam ao risco de acidentes e mortes. A inércia do Governo do Estado fica evidente quando analisamos a situação das nossas rodovias. Fica o apelo para que isso se resolva logo”, disse o parlamentar.

         A Vereadora Sirley Ceccatto (PSDB) destacou o trabalho realizado pelo seu gabinete, documentando através de material fotográfico e informações adicionais os principais pontos das quatro saídas de Caçador, para ser encaminhado ao governo do Estado. Em um desses trabalhos, servidores da Câmara foram até o trevo de acesso à BR-116 fotografando os buracos e demais problemas na rodovia.

“Tentamos marcar uma audiência com o governador antes do início da pandemia para que, junto com os demais vereadores, apresentássemos este documento detalhando a situação das nossas rodovias, mas infelizmente não fomos atendidos. Nos passaram ao Deinfra, mas ainda aguardamos para um retorno, nem que seja através de reunião virtual”, informou.

O assunto ainda foi abordado pelos Vereadores Rubiano Schmitz (PP), Paulo Jarschel, Amarildo Tessaro e Adriano Pares, ambos do PSDB, que criticaram o abandono da região por parte do Governo do Estado, cobraram dos deputados estaduais maior fiscalização nas rodovias da região e medidas urgentes para evitar acidentes e mortes nestes locais.

É um CRIME! 🚨 Governador Carlos Moisés?Muitas vidas estão sendo ceifadas pelas péssimas condições das estradas de Santa Catarina, estamos na rodovia da morte, entre Caçador e Água Doce. Acredite um pneu de caminhão sinaliza um dos centenas de buracos existentes. Será que os 33 milhões destinados aos respiradores fantasmas poderiam ser destinados par resolver esse descaso?

Publicado por Leandro Sauchuk em Domingo, 12 de julho de 2020

Mais Acessadas