Sem poder se apresentar por causa da suspensão de eventos, homem de 32 anos começou a trabalhar como motoboy, contraiu coronavírus e ficou na UTI. Comunidade fez vaquinha para manter sustento da família durante recuperação

3 de agosto de 2020

Um músico de Lages, na Serra catarinense, se recuperou do coronavírus e deixou o hospital tocando violão e cantando no domingo (2) ao receber alta. Ele chegou a ficar internado na unidade de terapia intensiva por causa da doença.

César Augusto Camargo de Araújo, conhecido como Cesinha, de 32 anos, saiu do hospital após 12 dias de internação no hospital Tereza Ramos, o principal da região Serrana, sendo quatro deles na UTI.

Músico se recupera da Covid-19 e deixa hospital tocando violão e cantando em Lages

Músico se recupera da Covid-19 e deixa hospital tocando violão e cantando em LagesLEIA MAIS: https://diarioriodopeixe.com/2020/08/03/musico-se-recupera-da-covid-19-e-deixa-hospital-tocando-violao-e-cantando-em-lages/

Publicado por Rio do Peixe em Segunda-feira, 3 de agosto de 2020

O músico tocava em bares e estabelecimentos da cidade antes da pandemia. Com o coronavírus e a suspensão de eventos em Santa Catarina, ele começou a trabalhar como motoboy fazendo entregas para sustentar a família, mas acabou contraindo o coronavírus.

Ao adoecer e ficar internado, a comunidade se uniu e fez vaquinha para que a família pudesse se manter enquanto Cesar se recupera. Ele e a mulher, que estuda Enfermagem, têm uma filha bebê.

Para retribuir os amigos, ele resolveu deixar o hospital cantando a canção ‘É preciso saber viver’, de Titãs. Após a “apresentação”, ele recebeu o carinho e aplausos da equipe médica que ficou no corredor da unidade de saúde enquanto ele saía do local.

A música É preciso saber viver já foi escolhida por outros moradores do estado que se recuperaram da doença, como uma professora universitária de Florianópolis.

Lages está em uma das três regiões em situação grave por causa do coronavírus. Outras 12 de 16 regiões de saúde estão em situação gravíssima em Santa Catarina por causa do coronavírus e com medidas restritivas estabelecidas em decreto estadual como suspensão do transporte coletivo e proibição de pessoas em locais públicos.

Mais Acessadas

Carregando...