Essas pessoas apresentaram algum quadro de doença respiratória. No hospital Maicé são 13 pacientes internados na UTI

12 de agosto de 2020

Em boletim divulgado nesta quarta-feira, 12, a Prefeitura de Caçador informou que 944 pessoas são monitoradas pela Vigilância Epidemiológica. São pessoas que apresentaram algum quadro de doença respiratória e foram orientadas a ficar em casa.

A publicação confirma 440 casos de coronavírus até agora no município, com 268 curados; 153 isolados em casa; 8 internados no Maicé e 11 foram a óbito (1 homem, 84 anos; 1 mulher, 87 anos; 1 homem, 89 anos; 1 homem, 51 anos; 1 mulher, de 75 anos; 1 homem, de 66 anos; 1 mulher, de 80 anos; mulher, 91 anos; homem, 81 anos, que estava morando em Florianópolis, mas ainda mantinha carteira de Saúde de Caçador; mulher, 57 anos, que estava morando em Joinville, mas ainda mantinha carteira de Saúde de Caçador).

No hospital Maicé são 13 pacientes internados na UTI (do total de 20 leitos): 6 estão confirmados com Covid-19 (3 de Caçador / 3 de outras cidades), 6 são suspeitos e, 1, negativo.

Na Ala Clínica (isolamento) há 14 pacientes internados (do total de 32 leitos): 9 confirmados (5 de Caçador e 4 de outras cidades), 4 suspeitos e, 1, negativo, mas internados para a continuidade do tratamento.

USO DE MÁSCARAS: Em Caçador, quem estiver sem máscara, será multado. Esta medida teve que ser tomada por causa do aumento no número de casos de Covid-19 no município. Funciona assim: quem não usar a máscara nas ruas, em espaços públicos e/ou privados, nos transportes coletivos, táxis ou de aplicativos ou fretados, pagará multa de R$ 139,28.

ATENÇÃO: Para evitar o contágio da Covid-19, o alerta da Vigilância Epidemiológica é para que as pessoas parem de fazer reuniões e festas particulares, algo que passou a se intensificar diariamente.

– Testes realizados: 6378

– Pacientes monitorados: 944

Maicé e postos de saúde atenderão pacientes com síndromes respiratórias

Atenção à uma mudança importante com relação ao direcionamento quando estiver com síndromes respiratórias, como falta de ar, tosse, febre, entre outros: O atendimento será realizado apenas nos postos de saúde e no hospital Maicé. Neste caso, a UPA não atenderá mais pacientes com sintomas respiratórios.

Vai funcionar da seguinte maneira: durante o horário de funcionamento dos postos, os pacientes poderão se dirigir às unidades básicas, nos bairros, ou ao Hospital Maicé. O atendimento no Maicé, entretanto, é no período integral de 24 horas.

O hospital Maicé já possui Centro de Triagem Respiratório, atendendo desde o início da pandemia. A Prefeitura vai ampliar o repasse dos recursos, através de convênio com o hospital, para dar mais abrangência no atendimento para as pessoas que tiverem sintomas de doenças respiratórias.

Os postos de saúde, conforme preconiza o Ministério da Saúde, continuam sendo porta aberta para pacientes respiratórios, sendo Centro de Triagem referência para sua área de abrangência.

Mais Acessadas

Carregando...