De Fraiburgo, Maria Eduarda Ribeiro, de 14 anos, está entre os 24 candidatos mirins que seguem nesta edição do reality que precisou ser interrompido em março por conta da pandemia de covid-19

13 de setembro de 2020

Após uma pausa no mês de março, em prevenção ao novo coronavírus, a partir deste domingo, 13 de setembro, o “The Voice Kids” volta a ser exibido na programação da NSC TV e Santa Catarina conta com uma candidata na competição. Maria Eduarda Ribeiro, de 14 anos, é natural de Fraiburgo e disputa o prêmio pelo time de Claudia Leite.

Para dar continuidade à temporada, um programa especial vai relembrar os melhores momentos dessa edição. Nas semanas seguintes os competidores farão apresentações ao vivo de suas casas, sendo acompanhados e avaliados à distância. O apresentador André Marques e os técnicos Claudia Leitte, Simone & Simaria e Carlinhos Brown, assistirão as performances do palco do programa.

Para esse retorno, a representante catarinense se diz bastante esperançosa.

– Acho que será uma experiência bem diferente do que estávamos acostumados, principalmente porque é algo novo, nunca teve isso de ser gravado em casa. Mas acho que será uma ótima experiência e espero que dê tudo certo – conta a fraiburguense, que não esconde o frio na barriga para as apresentações ao vivo.

– Tranquilo não será, porque dá aquele medinho, mas estou me preparando para isso.

Após os shows remotos, os participantes vão interagir com seus técnicos e descobrir quem permanece na disputa, de acordo com os músicos e também o público, que poderá votar para manter seu candidato na competição. E Maria Eduarda conta com o apoio dos catarinenses.

– Quero pedir uma coisa muito especial e importante para mim, que é para votarem para eu continuar representando a minha cidade de Fraiburgo e o estado de Santa Catarina no The Voice Kids. Conto com vocês!

A jovem sabe que a competição será bastante disputada, afinal são 24 candidatos mirins competindo por um único prêmio, mas a catarinense não abrirá mão do sonho que a acompanha desde de muito cedo.

– Eu sempre tive muitos sonhos e cantar nunca saiu deles. Desde pequena eu quis ser cantora. Quero ser uma cantora conhecida, quero viajar para vários lugares, porque acho isso muito incrível nos cantores. Quero também fazer um estúdio aqui na minha casa. Quero fazer muitos shows por esse mundão.

Mesmo com a pausa e com o período de isolamento necessário, Maria Eduarda já vê retorno de sua participação no reality. Sobre as mudanças em sua vida, ela destaca o aumento do número de seguidores nas redes sociais, o reconhecimento nas ruas e até o surgimento de seu primeiro fã clube.

– Mudou muito, mesmo agora nesse período que está parado. As pessoas me reconhecem na rua, mesmo de máscara (risos), e eu já me sinto feliz. Eu ganhei muitos seguidores nas redes sociais e tenho até um fã clube, algo que eu achei que nunca iria ter. E isso é algo muito gratificante para mim.

Maria Eduarda que entrou na competição cantando uma música de Dominguinhos – De Volta Pro Aconchego – ainda não pode revelar qual será a canção apresentada no programa ao vivo, mas fala sobre suas inspirações na música.

– As minhas principais inspirações são Elba Ramalho, Elis Regina, gosto dessa pegada da MPB. Gosto também da Isa, acho ela uma mulher empoderada e muito incrível.

Além dos grandes nomes da música nacional, a catarinense fala também no professor Edinho, que acompanha seu trabalho desde os 9 anos, e quem a fez enxerga que esse era realmente o caminho que desejava seguir.

– Ele me ajudou muito com técnicas. Ele também começou a me levar para festivais e foi quando eu comecei a me acostumar com os palcos e entender como era essa vida. Daí passei para um coral mais avançado, eram vários adolescentes e eu era a mais novinha e foi nesse momento que eu pensei: ´isso é incrível´.

Fases da competição

Maria Eduarda disputa a fase eliminatória que será exibida nos dias 20 e 27 de setembro. Quatro crianças de cada time se apresentam, totalizando 12 a cada fim de semana. O público salva uma, através de votação no site do Gshow, e o técnico escolhe mais uma para continuar na disputa.

Os candidatos selecionados seguem para semifinal onde apenas seis crianças, duas de cada time – uma escolhida pelo público e outra pelos técnicos – terá uma vaga na final. O grande vencedor será conhecido, ao vivo, através da escolha exclusiva do público e receberá o prêmio de R$ 250 mil, além de um álbum gravado pela Universal Music.

Maria Eduarda já faz planos com a premiação.

– Em primeiro lugar eu quero ajudar minha família, comprar um carro para o meu pai. Pra irmos para os shows. Nossa família não tem carro. Também quero muito ir para Disney. E em terceiro lugar quero guardar para os meus estudos. Ainda não sei o que vou fazer na faculdade, mas é isso que farei com o prêmio se ganhar.

Nesta edição o vencedor leverá o prêmio de R$ 250 mil.
Nesta edição o vencedor leverá o prêmio de R$ 250 mil.(Foto: Isabella Pinheiro, Gshow)

Novidade!

Em setembro as crianças soltam a voz na reta final do The Voice Kids. Em outubro, será a vez de mais uma temporada do The Voice Brasil recheada de novas vozes, talentos a partir dos 60 anos de idade. As inscrições já estão abertas no site do Gshow para o programa que contará com mesmas características do formato das outras versões do reality musical: diferentes fases, um time de técnicos e a votação do público durante a competição.

Mais Acessadas

Carregando...