Primavera começa às 10h30 da terça-feira. Esta segunda-feira deve ter temperaturas amenas em todas as regiões catarinenses

21 de setembro de 2020

O último dia de inverno amanheceu com frio em Santa Catarina, especialmente na Serra, onde fez -0,4ºC. Mesmo com o sol, as temperaturas não sobem muito no estado ao longo desta segunda-feira (21), chegando a 21ºC no Oeste.

Por volta das 6h, fez 0,24ºC em Urubici em uma das estações meteorológicas monitoradas pela Epagri/Ciram, órgão estadual que acompanha as condições do tempo. Mais cedo, por volta das 2h, outra estação rehistrou -0,46ºC em Urupema. Segundo o meteorologista da NSC, Leandro Puchalski, fez -0,4ºC também em Urubici por volta das 7h.

“Ao longo da tarde as temperaturas não sobem tanto e o inverno 2020 termina dentro das suas características”, diz o meteorologista.

Apesar do frio intenso, não teve registro de geada no amanhecer desta segunda-feira na Serra. O dia começa com sol na região.

De acordo com Puchalski, as máximas chegam a de 21ºC no Oeste, 18 na Serra e 19ºC no Sul. Nessas regiões o sol aparece com nuvens. Já na Grande Florianópolis, no Vale do Itajaí e Norte do estado, a nebulosidade deve ser maior a partir da tarde e as temperatura ficam entre 18º e 19º nessas regiões.

“Na terça às 10h31 começa a primavera, começo oficial porque é astronômico e não meteorológico”, explica Puchalski.

O amanhecer de terça-feira deve ser de temperaturas negativas em Santa Catarina, com grande amplitude térmica.

Este inverno em Santa Catarina teve registro de geada em inúmeros dias na Serra, temperaturas negativas, sincelo, chuva congelada e até neve. O fenômeno ocorreu, inclusive, na Grande Florianópolis, e em cidades do Norte do estado.

Entre 20 e 21 de agosto, ao menos 11 municípios catarinenses tiveram registro de neve, com frio intenso em todo estado e temperaturas negativas em 40 cidades. Fez -8,6ºC no Morro da Igreja, na Serra, a menor temperatura do ano.

Mesmo com a temporada de inverno e o registro de neve, os hotéis e pousadas da Serra catarinense tiveram que se adaptar às regras sanitárias contra o coronavírus e tiveram lotação máxima, respeitando ocupação entre 40% e 50% da capacidade total.

Mais Acessadas

Carregando...