O réu foi sentenciado por homicídio duplamente qualificado, posse ilegal de arma e outros. Crimes que aconteceram em 2018

26 de outubro de 2020

Na tarde desta segunda-feira (26), aconteceu o primeiro júri pós recesso do poder judiciário em Caçador. A sessão durou das 9h às 15h, no plenário Osvaldo José Gomes, na Câmara Municipal de Caçador, por motivo de reforma no Tribunal de Justiça do Fórum.  Foram tomadas todas as medidas preventivas contra a covid-19.

O réu, Wanderley Rodrigues, foi sentenciado a 17 anos de reclusão, um ano de detenção e 20 dias de multa pelo crime de homicídio duplamente qualificado, posse ilegal de arma, armazenamento de munição. Crimes que aconteceram em 2018.

De acordo com a denúncia do crime, o acusado teria interceptado a sobrinha da vítima na rua e oferecido R$200 por um programa e a adolescente recusou. O homem então parou o carro em frente a casa da família. Quando a mãe e o irmão foram tirar satisfações, o homem se evadiu. Quatro horas depois, retornou e atirou contra quem pensava ser o irmão da adolescente, acertando,contudo, outra vítima que se encontrava no local.

O juiz André da Silva Silveira, titular da Comarca de Caçador, agradeceu à Câmara por ter cedido o espaço e avaliou a sessão. “Os trabalhos transcorreram dentro do esperado. Toda a situação foi avaliada para a aplicação da pena”, afirmou.

Andrea Tonin, promotora de justiça, afirmou que “A justiça foi feita. Tudo o que esperávamos, acabou acontecendo”.

Geneci dos Santos, advogada de defesa, disse que não se esperava a pena prevista. “Ele é reu confesso, então, já sabíamos que haveria condenação, mas não esperávamos pelas qualificadoras.Vamos procurar recorrer a decisão nos próximos dias”, finalizou.

Mais Acessadas

Carregando...