O crime ocorreu no dia 13 de julho de 2019, em Capinzal, e o corpo foi encontrado quatro dias depois no Rio Uruguai

30 de outubro de 2020

Terminou por volta das 21h20min, no plenário da Câmara de Vereadores, a primeira sessão do tribunal do júri da Comarca de Capinzal em 2020. 

Depois de 12 horas de julgamento, Ezequiel dos Santos foi considerado culpado pela morte da ex-companheira Raquel Morozini que tinha 24 anos. Ele foi condenado a 25 anos, 04 meses e 10 dias de prisão em regime fechado. O réu foi condenado ao pagamento de R$ 50 mil em forma de indenização a família da vítima.   

O crime ocorreu no dia 13 de julho de 2019, em Capinzal, e o corpo foi encontrado quatro dias depois no Rio Uruguai, na divisa entre os municípios de Campos Novos (SC) e Barracão (RS). 

Os trabalhos foram presididos pela juíza Mônica Fracari. Na acusação atuou a promotora Francieli Fiorin e na defesa o advogado Uriel Augusto Canalle, auxiliado pelo advogado Jean Franciesco Cardoso Guiraldelli.

 A acusação de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver foram acatadas pelo corpo de jurados. 

Avaliação 

A promotora Francieli Fiorin se mostrou satisfeita com o resultado do julgamento, afirmou que a justiça foi feita e que ainda é possível confiar na justiça dos homens. Já o advogado Jean Franciesco Cardoso Guiraldelli afirmou que recorrerá da decisão ao Tribunal de Justiça de SC no prazo de 05 dias.

Mais Acessadas

Carregando...