Suspeitos do crime se apresentam na sede da Divisão de Investigação Criminal e alegaram legítima defesa

7 de novembro de 2020

Dois suspeitos de envolvimento no homicídio ocorrido na tarde desta quinta-feira, 5, em Calmon, se apresentaram um dia depois do caso na sede da Divisão de Investigação Criminal para dar as suas versões dos fatos. Eles estavam acompanhados da sua advogada.

Na ocasião, a dupla relatou as circunstâncias em que ocorreu o fato, o que, aliado a outros elementos de prova já colhidos, indicam que o homicídio foi praticado em legítima defesa.

Os indivíduos foram ouvidos e liberados. De acordo com as investigações, o fato foi motivado por desentendimentos entre vizinhos de propriedade rural.

A Polícia Civil aguarda a finalização dos trabalhos periciais a fim de concluir o inquérito e remetê-lo ao Poder Judiciário.

Vítima estava caída ao lado de um trator

Segundo a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta 13h20, no Assentamento Putinga, grupo 4, no interior de Calmon. Valdir Melo, de 60 anos, estava caído ao lado de um trator, já em óbito. Análise preliminar aponta que ele estava com ao menos perfurações na região do tórax.

Testemunhas relataram que ouviram cinco disparos de arma de fogo. Um revólver foi encontrado ao lado da vítima que portava ainda um coldre em sua cintura. Ainda de acordo com testemunhas, a arma era de posse de Valdir.

Mais Acessadas

Carregando...