Ela ficou 16 dias em recuperação

15 de novembro de 2020

Uma jaguatirica, que havia sido resgatada pela Polícia Militar Ambiental (PMA) após ser atropelada no interior de Chapecó, retornou à natureza na sexta-feira (13), após 16 dias. O atropelamento aconteceu no dia 28 de outubro.

O animal foi encaminhado ao Hospital Veterinário da Unoesc, em Xanxerê, após ser resgatado pela PMA. Lá, recebeu pronto atendimento da equipe de colaboradores, o que, segundo a Polícia,  foi fundamental para a rápida e excepcional recuperação dos graves danos que havia sofrido no crânio.

A soltura foi realizada e acompanhada por agentes da Polícia Militar Ambiental, colaboradores do hospital veterinário da Unoesc e servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO). Conforme a PMA, a soltura foi realizada de acordo protocolos e normas que buscam garantir, aos animais silvestres, uma melhor reintrodução em vida livre.

Mais Acessadas

Carregando...