A recomendação é para que as pessoas adotem medidas de economia neste momento de escassez de água. A previsão é de chuva abaixo da média até janeiro

24 de novembro de 2020

O SIMAE, responsável pelo abastecimento de água aos municípios de Joaçaba, Herval d’Oeste e Luzerna, opera com índices preocupantes no ponto de captação de água no Rio do Peixe.

A gestora do órgão, Patrícia Varkem, disse a Rádio Catarinense na manhã desta terça-feira (24) que a lâmina de água chegou a 50centímetros, quando o normal é acima de um metro. O baixo nível do rio se deve a incidência de chuva.

Os dados mostram que nesse último ano o volume de precipitação foi de 900 milímetros a menos que no mesmo período anterior. Na estação de tratamento de água do SIMAE na Caetano Branco em Joaçaba, desde 2005 não consta nenhuma medição do Rio do Peixe tão baixa como a que chegou nestes últimos dias.

Ou seja, em mais de 15 anos, é a pior situação já registrada. Não se descarta possibilidade de racionamento. A recomendação é para que as pessoas adotem medidas de economia neste momento de escassez de água. A previsão é de chuva abaixo da média até janeiro.

Mais Acessadas

Carregando...