Davi Marques dos Santos chegou a ser indiciado pela polícia catarinense por envolvimento no assalto ao Aeroporto de Blumenau, em 2019

14 de janeiro de 2021

Um dos criminosos mais procurados do Brasil foi preso em São Paulo nesta quarta-feira (13). Davi Marques dos Santos, de 45 anos, estava foragido desde 2014 e é ligado a vários dos maiores assaltos a bancos no Brasil e até em países vizinhos. Em Santa Catarina, ele é apontado pela Polícia Civil como um dos autores do assalto ao Aeroporto Quero-Quero, em Blumenau, em março de 2019, e o seu envolvimento com o grande assalto em Criciúma ainda é investigado.

A prisão ocorreu em Limeira, no interior de São Paulo, nesta quarta-feira de manhã, e na sequência Davi foi levado até a Deic (Diretoria Estadual de Investigações Criminais) capital paulista. Conhecido também como “Assaltante Fantasma”, desde o ano passado ele figurava na lista de criminosos mais procurados do Brasil, divulgada pelo Ministério da Justiça, descrito como um especialista em assaltos a bancos e veículos de transporte de valores.

Davi chegou a ser indiciado pela polícia por causa do assalto em Blumenau, quando bandidos fortemente armados roubaram R$ 9,8 milhões de um avião e mataram uma mulher. Ele também era procurado por atuar na invasão à base de valores da empresa Prosegur, em Ciudad del Este, no Paraguai, em 2017. Outro crime citado é um roubo ao centro de uma rede de distribuição de eletrodomésticos no interior de São Paulo.

A Polícia Civil de São Paulo vê em Davi também indícios de participação no grande assalto ao Banco do Brasil em Criciúma, na noite de 30 de novembro de 2020. O crime é considerado o maior da história de Santa Catarina. Segundo o delegado Anselmo Cruz, da Delegacia de Roubos e Antissequestro de SC, embora o ‘modus operandi’ do caso de Criciúma encaixe no histórico de Davi, não há até o momento provas da participação dele.

Operação em Limeira, no interior de SP, prendeu o assaltante em casa(Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Conforme a investigação do assalto em Blumenau, Davi foi um dos participantes da ação pesada do crime, na pista do aeroporto, quando os bandidos fortemente armados invadiram o local em carros blindados utilizando fuzis AK-47 e armas de calibre .50 (usadas em combate antiaéreo).

Além dos assaltos nos últimos anos, Davi é também mencionado pela polícia como um dos criadores do que se chamou de “novo cangaço” no Brasil, os assaltos de grande violência que sitiaram cidades do interior em vários estados.

Davi chegou a ser preso anos atrás, mas em 2014 foi resgatado do Centro de Detenção Provisória de Franco de Rocha, na Grande São Paulo, em uma ação envolvendo outros integrantes da quadrilha, que atacaram o local com fuzis.

Mais Acessadas

Carregando...