Envolvidos foram ouvidos na delegacia nesta terça-feira 19

20 de janeiro de 2021

Os envolvidos na suposta tentativa de sequestro de crianças em Videira foram ouvidos nesta terça-feira (19), pelo delegado de polícia Dr. Valdir Xavier. Ambos deram suas versões dos fatos ocorridos no dia.

A denunciante

A denunciante manteve a versão do vídeo que foi divulgado nas redes sociais, ou seja, que estava com seu carro estacionado perto de um mercado, quando um homem se aproximou e viu a filha dela no banco de trás, sendo que o suspeito pediu a criança para ele. Ela se recusou a entregar, e percebeu que o homem ficou olhando no banco de trás para a criança, pediu se a mulher precisava de ajuda, a mesma disse que não e saiu.

Falou também ás investigadoras e ao delegado que cuidam do caso, que não foi o mesmo veículo que a seguiu como divulgou e que depois passaram em frente ao seu comércio, o mesmo homem e uma mulher com uma camionete Amarok branca.

O investigado

No depoimento do investigado o condutor da Amarok disse que estava estava vendendo carnes congeladas na cidade, e ofereceu para a mulher que estacionou o carro em frente a casa de sua cliente. Quando a mulher respondeu de forma ríspida, ele tentou elogiar a criança, como uma técnica de venda, para que a mulher resolvesse comprar alguma coisa.

Ele ofereceu novamente e ela respondeu da mesma forma, daí se afastou. Logo o homem pediu se a mulher precisaria de ajuda, tendo ela respondido que não.  Então o homem continuou suas vendas e disse que foi coincidência o fato de ter passado em frente ao comércio da denunciante, pois foi visitar outros clientes pela cidade. O investigado negou ter feito qualquer gesto, ou dito qualquer coisa que pudesse ser interpretado como tentativa de sequestro.

A esposa do investigado disse que não viu a primeira abordagem, mas que ele comentou com ela. De acordo com a esposa do denunciante sobre o fato de ter passado em frente ao estabelecimento comercial da denunciante, e ao passar pela rua perto do rio, viu uma mulher, e só depois que se atentou que era a mesma denunciante.

Processo continua em investigação e outras pessoas ainda serão ouvidas.

Mais Acessadas

Carregando...