Jucy Varella morreu aos 94 anos após ser diagnosticado com Covid-19

21 de janeiro de 2021

Morreu na manhã desta quinta-feira, 21, Jucy Varella, Cidadão Honorário e ex-prefeito de Caçador. Jucy completaria 95 anos em março e foi vítima da Covid-19. A informação foi repassada pelos seus familiares nas redes sociais.

Jucy Varella foi eleito prefeito e exerceu o mandato de 1966 a 1970. Muitas marcas suas foram deixadas, como a construção da Praça da Concórdia, prolongamento da Avenida Barão do Rio Branco até a chamada estrada para Taquara Verde, hoje SC 350, além da construção da sede da Prefeitura.

Pelos trabalhos prestados junto à comunidade, Jucy Varela foi homenageado pela Câmara Municipal e recebeu a comenda de Cidadão Honorário de Caçador, em 2009.

Segundo o obituário do Plano Santa Catarina Assistência Familiar, Jucy Varella será velado e sepultado no Memorial Vale do Sol, em Caçador. Os horários não foram informados.

História

Jucy Varella nasceu em 12 de março de 1926 em Tijucas, litoral catarinense. Filho de Adelaide Maria De Campos Gallotti e Guilherme Varella, jornalista, músico e escritor, Jucy hoje é viúvo de Irene Alma Dallmann Varella. Dos irmãos Aracy, Cecy, Gecy e Iracy somente o último está vivo e reside no Rio de Janeiro.

Afilhado de João Bayer Filho, Catarina Gallotti e Maria Clementina Rosa de Souza, o nosso homenageado iniciou a vida profissional como engraxate e aos 13 anos começou a trabalhar no Cartório de Canoinhas.

Atuou como fotógrafo em Três Barras, mesma cidade onde foi funcionário da Empresa Southern Brazil Lumber and Colonization Company. A sua ligação com Caçador aconteceu por força do destino.

Ocupando funções em Três Barras como funcionário público do Instituto Nacional do Pinho, hoje o IBAMA, Jucy passou por Joinville em 1944, voltou para Três Barras de 1945 a 1950. Atuou em Capão Bonito, em São Paulo, retornou a Três Barras e finalmente, em 1954, chegou a Caçador para implantar a Floresta Nacional de Caçador, em Taquara Verde, cumprindo com o anseio de preservação ambiental já existente naquela época.

Foi em Caçador que Jucy Varella criou a sua filha, Jeanine Varela, se dedicou aos estudos e exerceu o papel de homem público.

Jucy Varella foi eleito prefeito e exerceu o mandato de 1966 a 1970. Muitas marcas suas foram deixadas, como a construção da Praça da Concórdia, prolongamento da Avenida Barão do Rio Branco até a chamada estrada para Taquara Verde, hoje SC 350, além da construção da sede da Prefeitura.

Passado o exercício como prefeito, Jucy Varella foi eleito vereador em 1971 sendo presidente até 1972. Foi presidente do Diretório Municipal da ARENA e Líder do partido na Câmara Municipal de Caçador. Foi preso e julgado pelo Regime Militar, absolvido em última instância pelo Supremo Tribunal Federal.

Membro Fundador e 1º Presidente da AMARP, Sócio-fundador do Lions Clube de Caçador, Presidente da Sociedade Caçadorense de Bochas, Diretor da Indústria e Comércio Berger Ltda, depois Sociedade Anônima Viposa S.A., Fundador e 1º Presidente da Associação Profissional dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Caçador, Fundador da Aliança Renovadora Nacional em Caçador.

Notas de pesar:

A Prefeitura de Caçador decretou luto oficial de 3 dias pela morte do ex-prefeito. “Uma pessoa importante e que tanto contribuiu com Caçador e que deixa um legado de trabalho e dedicação à causa pública, especialmente com o município”, completou o prefeito em exercício, Alencar Mendes.

Os prefeitos da  Associação dos Municípios do Alto Vale do Rio do Peixe, a Amarp, também se solidarizaram com os familiares. Jucy Varella foi o primeiro presidente da Amarp, ficando no cargo de 21 de outubro de 1968 a 20 de fevereiro de 1970.

Mais Acessadas

Carregando...