Leandro Riffel compete pela categoria Master ao lado do navegador de Capinzal, Michael Masson

25 de fevereiro de 2021

O 27º Transparaná cruzou o estado levantando muita poeira de Foz do Iguaçu até a capital do Estado, Curitiba. Foram mais de 1,2 mil quilômetros percorridos em quatro dias de provas entre 17 e 20 de fevereiro. Ao final do percurso, o piloto de Piratuba, Leandro Riffel, conquistou o título de vice-campeão da Master, categoria destinada aos competidores mais experientes. Leandro compete ao lado do navegador de Capinzal, Michael Masson, representando a equipe GS Racing.

O maior rally regularidade do Paraná ainda passou pelas cidades de Cascavel, Guarapuava e Irati e reuniu mais de 100 veículos divididos nas categorias Master, Graduado, Turismo, Light e Adventure. O Transparaná é organizado pelo Jeep Clube de Curitiba e conta com direção de prova de Vander Hirt (Fritão) e direção geral de Vinícius Gunha (Gallo).

Vice com categoria de campeão

A GS Racing formou uma disputa interna pelo título da Master com duas duplas da equipe brigando pelas primeiras colocações. A dupla campeã precisou vencer todos os dias de provas para confirmar o título porque os vice-campeões também deram show na poeira do Paraná. O piloto Leandro Riffel e o navegador Michael Masson conquistaram o segundo lugar nos três primeiros dias de prova e só ficaram de fora do pódio no último dia porque precisaram trocar um pneu. Nas três etapas do último dia eles fizeram dois primeiros lugares.

“O Transparaná desse ano foi uma prova muito técnica e com várias pistas. Qualquer erro te derrubava na classificação e te deixava totalmente fora da disputa. Nós tivemos a felicidade e a competência de fazer provas limpas e sem erros. Foi uma prova sensacional, com muita troca de terreno. A prova começou com terra, foi para terra vermelha, cascalho e quase uma areia quando se aproximou de Curitiba. Isso faz a prova ser muito dinâmica, o piloto e o navegador têm a necessidade de estar se adaptando a esse tipo de terreno. Isso faz o Transparaná ser essa prova que é, sem dúvida um dos maiores rallys de regularidade do Brasil”, detalha Leandro.

A disputa interna da GS Racing pelo título da Master trouxe emoção para o Transparaná, mas a disputa acirrada na trilha vira cooperação e trabalho em equipe nos bastidores. “Começamos desde o primeiro dia uma disputa com a dupla campeã, mas eles andaram muito forte e não deram condições de tentarmos nos aproximar. A gente procurou fazer o melhor possível e conseguimos abrir uma boa distância do terceiro colocado, ou seja, a gente estava buscando mais o primeiro lugar do que deixando o terceiro se aproximar. E foi uma disputa boa, saudável, e isso que é o espírito do rally, disputar de forma amigável, inclusive trocando informações, emprestando peças e pneus quando necessário”, conta o piloto vice-campeão.

Essa foi a terceira participação da dupla catarinense no Transparaná. Leandro e Michael comemoraram muito o vice-campeonato inédito. “Ser vice-campeão do Transparaná é um privilégio muito grande. Esse lugar no pódio veio pra coroar um bom trabalho que fizemos no decorrer desses quatro dias de prova, juntamente com a equipe e todos os nossos companheiros. Gosto muito de todas as provas levantadas pelo Fritão, é um cara muito inteligente e de muito bom gosto. O Transparaná desse ano não deixou a desejar em nada, muito graças à competência do Fritão”, afirma Michael.

Ainda pela Master, a cidade de Piratuba contou com o quarto lugar do navegador Henry Kirst, que competiu ao lado do piloto Eduardo Moser, de Gaspar. “Foi a primeira vez que participei. Fiquei quatro anos sem navegar e ano passado voltei a fazer cross country. Eu e o Moser somos amigos, corremos juntos o Transcatarina em 2011 e sempre conversávamos para reativar a dupla. Por estar parado muito tempo sofri para pegar o ritmo, especialmente nos balaios, mas por ser uma prova longa, fomos nos entrosando aos poucos e o resultado final com um quarto lugar ficou bem acima das nossas expectativas. Mostramos que somos uma dupla competitiva”, diz Henry.

GS Racing no 27º Transparaná

A equipe GS Racing foi soberana pela Master no 27º Transparaná conquistando os dois primeiros lugares da categoria destinada aos competidores mais experientes. O piloto Leandro Moor (Ximura) e o navegador Gustavo Schmidt (Guga) foram os campeões, com Leandro Riffel e Michael Masson conquistando o vice. A equipe ainda subiu ao pódio com o quarto lugar da Master com Eduardo Moser e Henry Kirst e conquistou a terceira colocação geral na Graduado com Rui Schmitz e André Lenger. Na categoria Turismo a equipe também ficou com o terceiro lugar com Rodrigo Tolezano e Renan Toguchi.

Mais Acessadas

Carregando...